Governo de SP anuncia nova ciclovia de 75 km na rota das frutas

Primeira ciclorrota do Brasil em rodovia trará novos empregos e negócios para a região de Jundiaí, Louveira, Vinhedo e Itatiba

Freepik

O Governo de São Paulo anunciou na quarta-feira, 26, uma nova ciclovia de 75 km na rota das frutas. Com o apoio do Governo de São Paulo, o Grupo CCR, companhia de infraestrutura orientada para mobilidade humana, vai lançar no próximo sábado, dia 29, a Rota das Frutas, que integra os municípios de Jundiaí, Louveira, Vinhedo e Itatiba. A ideia é estimular o deslocamento seguro e sustentável da população, além de integrar quatro municípios de grande vocação para o turismo por meio de uma ciclorrota.

“A ciclorrota das frutas está totalmente concluída, tem quatro pontos de acesso, todos com banheiros, espaços para alimentação e áreas para o estacionamento seguro das bicicletas e dos automóveis que forem levar os ciclistas até lá. Todo o trajeto está devidamente sinalizado, no padrão internacional, monitorado com câmeras de segurança e também com assistência mecânica e de saúde. Toda a estrutura é pensada não apenas para os que apreciam essa prática, mas também para o turismo. A nova ciclorrota propõe e cria oportunidades de novos empregos e novos negócios para toda a região. É a primeira vez no Brasil que são criadas ciclorrotas em rodovias”, disse Doria.

O trajeto da Rota das Frutas passa por pontos turísticos como o Mosteiro de São Bento, no município de Vinhedo, pela estação ferroviária, em Louveira, além de inúmeras propriedades frutíferas e comércios regionais. “Com toda a estrutura pensada para o turismo, as ciclorrotas acrescentam novas oportunidades de negócios e mais uma oportunidade de acesso à população, incluindo Serra Azul”, disse Vinicius Lummertz, secretário de Turismo e Viagens do Estado de SP.

O esforço de promover o turismo integrado ao ciclismo na região se soma a uma iniciativa do governo paulista de impulsionar o desenvolvimento turístico no interior do estado. “Continuamos focados em proporcionar mais segurança e novas experiências aos ciclistas que utilizam as rodovias administradas pela concessionária”, disse Fábio Russo, presidente da CCR.

Constituído em novembro do ano passado, Serra Azul se tornou o segundo distrito turístico de São Paulo e compreende áreas dos municípios de Itupeva, Jundiaí, Louveira e Vinhedo. Já em sua primeira reunião, o Conselho Gestor deve estabelecer resolução conjunta para tornar o distrito um espaço com circulação totalmente acessível aos ciclistas.

O Distrito Turístico de Serra Azul oferece dois parques temáticos, Wet’n Wild e Hopi Hari, o maior outlet da América Latina e um shopping suspenso na rodovia dos Bandeirantes. Estima-se que receba investimentos privados de R$ 1,8 bilhão e gere 7.440 novas vagas de emprego até 2026, o que deve aumentar o fluxo de visitações em até sete milhões de pessoas no período.

Fonte: Governo de São Paulo

Deixe um comentário