Governo de SP realiza entrega das obras de restauração e modernização do Museu Afro Brasil

ncontro também oficializa a mudança do nome do Museu, que passa a se chamar Museu Afro Brasil Emanoel Araujo, em homenagem ao diretor e artista plástico que faleceu em setembro deste ano

Governo de SP realiza entrega das obras de restauração e modernização do Museu Afro Brasil, Jornal O São Paulo
Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo realizou nesta terça-feira (27) a entrega da primeira fase das obras de restauração, reforma e modernização do Museu Afro Brasil Emanoel Araujo, localizado no Parque Ibirapuera. A reforma do Pavilhão Padre Manoel da Nóbrega, que abriga o museu, um dos edifícios integrantes do conjunto arquitetônico do Parque, concebido pelo arquiteto Oscar Niemeyer, proporcionará ao público um espaço mais acessível e acolhedor, além da ampliação da reserva técnica do museu e instalação de nova cobertura. A iniciativa teve um investimento de R$ 12 milhões do Governo do Estado.

Na ocasião será igualmente inaugurada uma nova placa no Pavilhão, com a inscrição “Adoção da nova denominação Museu Afro Brasil Emanoel Araujo”, marcando a alteração de nome do Museu, em homenagem a seu fundador, o artista plástico e curador, Emanoel Araujo, falecido em 07 de setembro, aos 81 anos. A alteração foi formalizada em Decreto assinado pelo Governador Rodrigo Garcia, em 24 de novembro deste ano. 

“Não poderíamos terminar essa gestão com uma entrega tão emblemática. Precisávamos fazer a última e grande homenagem ao Emanoel. Era fundamental que essa instituição a qual ele pensou, criou e dedicou intensamente 18 anos de sua vida tenha seu nome. E agora podemos falar com todas as palavras: Museu Afro Brasil Emanoel Araujo. Um espaço potente, vital, forte e que agora está mais estruturado e moderno”,  destacou o secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Sérgio Sá Leitão.

Modernização

A reforma compreende a reconfiguração do layout das áreas técnicas situadas no Piso Térreo do Pavilhão, com ampliação da reserva técnica do museu e novas salas de trânsito e de quarentena para obras, as novas áreas de marcenaria, montagem e elétrica, além de um novo e ampliado almoxarifado. Foram igualmente reformados os sanitários do equipamento, que se tornaram inteiramente acessíveis.

Outras áreas também têm conhecido importantes intervenções, como o Teatro Ruth de Souza que receberá rampas de acesso ao palco, visando ampliação da acessibilidade, e novos camarins, além de áreas de uso comum e administrativas. 

A instalação final dos elevadores panorâmicos que darão acesso ao Piso Superior e Inferior do Pavilhão será realizada em janeiro e a parte externa, incluindo a cobertura, também será finalizada no primeiro trimestre de 2023.  

Fonte: Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo

Deixe um comentário