Lançada a campanha da Arquidiocese de combate à fome

A Caritas Arquidiocesana de São Paulo, organizou um Comitê de Combate à Fome, onde foi proposta a campanha “Animando a Esperança – ‘Tive fome e me destes de comer’ (Mt 25,35)”

Caritas Arquidiocesana de São Paulo

Com o aumento do desemprego e da miséria, intensificados pela pandemia de COVID-19, tem crescido o número de pessoas que estão passando fome.

Diante dessa realidade, a Arquidiocese de São Paulo, por meio da Caritas Arquidiocesana de São Paulo, organizou um Comitê de Combate à Fome, que tem pensado em ações para mobilizar e unir paróquias, pastorais, movimentos, grupos e leigos na luta contra esse desafio humanitário.

Na quinta-feira, 8, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano, se reuniu com o Comitê para discutir sobre as ações imediatas. No dia seguinte, o Arcebispo falou sobre a reunião no programa “Encontro com o Pastor”, na rádio 9 de Julho, e renovou o apelo para que todos continuem a praticar a caridade. “Há muita gente sofrendo. Ajudemos. Estendamos a mão da melhor forma que podemos para que essas pessoas não tenham tanto sofrimento”, pediu Dom Odilo.

No encontro do Comitê, foi definida como ação urgente a campanha “Animando a Esperança – ‘Tive fome e me destes de comer’ (Mt 25,35)”, que convida à prática da obra de misericórdia corporal de saciar a fome dos necessitados, em cumprimento ao compromisso cristão de cada batizado.

O objetivo da campanha é arrecadar alimentos e recursos financeiros, que serão revertidos em cestas básicas para atender às famílias que estão passando por situação de vulnerabilidade.

No último fim de semana, dias 10 e 11, ocorreu o lançamento da campanha na Arquidiocese, que se deu por meio do envio de materiais de divulgação às paróquias, para que sejam compartilhados e, assim, se mobilizem mais pessoas e se reanimem as comunidades que já fazem esse serviço de caridade, mas que precisam de reforço.

Pastoral do Povo da Rua

“Contamos com a sensibilização e a motivação da população, para que assuma esta campanha de dar de comer a quem tem fome, como diz o próprio Jesus”, disse o Diretor da Caritas e Coordenador de Pastoral da Região Belém, Padre Marcelo Maróstica Quadro, que está à frente da iniciativa ao lado do Coordenador de Secretariado Arquidiocesano de Pastoral, Padre Tarcísio Marques Mesquita.

Na sexta-feira, 9, Padre Marcelo participou do programa “Construindo Cidadania”, da rádio 9 de Julho, no qual falou sobre o lançamento da campanha, reforçando que a fome é “uma realidade que vai contra o projeto de Deus”.

O Diretor da Caritas disse também que a iniciativa, além de ser motivada pelo Evangelho, é ainda reforçada pela tradição da Doutrina Social da Igreja. “Ela nos traz várias reflexões sobre a questão da promoção humana, o quanto é importante promover o ser humano em toda a sua integralidade: corpo, alma, espírito, seus direitos e acessos.”

Ainda como motivação, o Sacerdote apontou o histórico de trabalho da Arquidiocese de São Paulo que “sempre se colocou ao lado dos mais vulneráveis, dos empobrecidos e dos miseráveis”.

Como contribuir com a campanha

As paróquias e entidades vinculadas à Arquidiocese serão os centros de arrecadação das doações de alimentos e outros produtos. Também farão a distribuição aos necessitados no seu entorno.

Para saber os endereços desses locais, intitulados Pontos de Esperança, basta acessar a plataforma on-line do projeto “Animando a Esperança”, lançada em 2020, também acessível pelo portal da Arquidiocese. Essa plataforma mapeia mais de 400 pontos de ações caritativas na Arquidiocese de São Paulo.

As doações em dinheiro podem ser feitas via PIX (chave aleatória 62.021.308/0001-70) ou por depósito para a Caritas Arquidiocesana de São Paulo (Banco Bradesco – Agência 099; Conta Poupança 1000154-4).

A campanha “Animando a Esperança” propõe ainda a partilha de doações entre os pontos de arrecadação. A ideia é que, caso alguma igreja ou entidade receba um volume de doações maior que a demanda, o excedente seja partilhado com outros pontos mais desprovidos e, assim, mais famílias sejam atendidas.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter