Na Região Sé, fiéis comemoram o dia de Santa Cecília

Dom Carlos Lema Garcia presidiu uma das missas em ação de graças à padroeira dos músicos, artistas e noivos

Na Região Sé, fiéis comemoram o dia de Santa Cecília, Jornal O São Paulo
Dom Carlos Lema durante o rito da comunhão na Paróquia Santa Cecília (crédito Pascom paroquial)

A Paróquia Santa Cecília, do Setor Pastoral Santa Cecília, da Região Episcopal Sé, celebrou a festa da padroeira, em 22 de novembro, com várias missas.

Às 12h, quem presidiu a celebração foi Dom Carlos Lema Garcia, Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Sé. Concelebraram o Cônego Alfredo Nascimento Lima, Pároco; Padre Carlos Eduardo Campos dos Santos, Vigário Paroquial; e o Padre José Edson de Santana Barreto, Pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, de Vila Beatriz.

Santa Cecília é a padroeira dos músicos, artistas e noivos. Por isto, a celebração contou com a presença do Coral Musicanto, sob regência do Maestro Antônio Margarido, que abrilhantou ainda mais a Celebração. 

História de Santa Luzia

Em 22 de novembro, celebra-se a santidade da Virgem Santa Cecília que foi exaltada como exemplo perfeitíssimo de mulher cristã, pois em tudo glorificou a Jesus. Santa Cecília foi uma das mártires mais veneradas durante a Idade Média, e uma basílica foi construída em sua honra no século V.

Embora se trate da mesma pessoa, na prática fala-se de duas Santas Cecílias: a da história e a da lenda. A Cecília da história é uma senhora romana que deu uma casa e um terreno aos cristãos dos primeiros séculos. A casa transformou-se em igreja, que se chamou mais tarde Santa Cecília no Trastévere; o terreno tornou-se Cemitério de São Calisto, onde foi enterrada a doadora, perto da cripta fúnebre dos Papas.

(Por Pascom Paróquia Santa Cecília)

Deixe um comentário