‘Preparemo-nos para acolher o Deus que vem e vivamos segundo sua vontade’

(Foto: Bruno Melo)

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa desta terça-feira, 15, na  3ª semana do Advento, na capela de sua residência. A Eucaristia foi transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

A liturgia deste dia destaca o tema da obediência a Deus não apenas com palavras, mas com a vida. “Não basta dizer ‘sim’ e, depois, não cumprir os mandamentos, não honrar a Deus com a própria vida”, afirmou Dom Odilo, na homilia.

No Evangelho (Mt 21,28-32), Jesus conta a história dos dois filhos chamados para trabalhar na vinha do pai. Um responde que não irá, mas, depois, muda de opinião e vai. Já o outro se compromete a ir, porém, desiste. Jesus, então, pergunta: “Qual dos dois fez a vontade do pai?”.

Em seguida, o Senhor afirma: “Em verdade vos digo, que os publicanos e as prostitutas vos precedem no Reino de Deus. Porque João veio até vós num caminho de justiça, e vós não acreditastes nele. Ao contrário, os publicanos e as prostitutas creram nele. Vós, porém, mesmo vendo isso, não vos arrependestes para crer nele”.

Caminho de conversão

“Na vida, quantas pessoas não estão na obediência a Deus, não professam a nossa fé, não praticam nossa religião e procuram viver conforme seus mandamentos ou, quando se arrependem mudam de vida? Enquanto nós, que assumimos o compromisso de obedecer a Deus, nem sempre vivemos segundo seus preceitos. Parecemo-nos com aquele filho que disse ‘sim’, mas depois não realizou a vontade o pai”, ressaltou o Cardeal.

O Arcebispo recordou que os seres humanos são obras da criação de Deus dotadas de liberdade e da capacidade de escolher viver segundo a vontade divina. “Devemos servir a Deus por escolha, por livre aceitação, por ter consciência de sua importância em nossa vida”, afirmou.

 A adesão à vontade de Deus, frisou Dom Odilo, é um passo importante no “caminho de conversão” ao qual os cristãos são convidados a percorrer no Advento.

“Se nós preparamos o Natal apenas com exterioridades,  preocupados com muitas coisas secundárias, ou nos preocupamos com o que é mais importante nessa preparação, que são as nossas disposições pessoais e interiores para acolher o Deus que vem e viver segundo sua vontade?”, indagou o Cardeal.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter