Projeto Novo Rio Pinheiros já conectou redes de esgoto para 650 mil famílias

Limpeza do rio Pinheiros foi um projeto inédito no país, e sucesso no curto prazo se deu graças à parceria com a iniciativa privada

Projeto Novo Rio Pinheiros já conectou redes de esgoto para 650 mil famílias, Jornal O São Paulo
Foto: Pixabay

Durante o Fórum Estadão Think, sob a temática “Sustentabilidade, Habitação e o Novo Rio Pinheiros”, foram debatidos no último dia 25 assuntos sobre as políticas públicas que caminham juntas para oferecer maior qualidade de vida à população de São Paulo.

Um dos participantes do Fórum, o Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Fernando Chucre, informou que no início do projeto do Novo Rio Pinheiros, a meta era conectar mais de 533 mil residências à rede de tratamento de esgoto, assim diminuindo a carga de matéria orgânica que chega sem tratamento aos afluentes e, consequentemente, ao rio.

“Essa meta foi batida e ultrapassada, trazendo o rio de volta para a vida dos paulistanos. “Conectamos redes de esgoto para 650 mil famílias e evitamos que esse material seja despejado diretamente no rio. Além disso, estão sendo implantadas cinco unidades de recuperação da qualidade da água, algumas delas já operando, que vai ser o segundo grande salto na qualidade do rio. Até o momento, mais de 80 mil toneladas de lixo já foram removidas”.

Durante o evento, os participantes do Governo também mostraram que a limpeza do rio Pinheiros foi um projeto inédito no país, que se tornou uma referência assim como os programas de despoluição do Rio Tamisa e Sena na Europa, além de trazer mais dignidade para a população, principalmente aquelas de ocupações irregulares.

“Esse projeto já conectou esgoto a mais de três milhões de pessoas. E o saneamento básico é o primeiro passo para a dignidade delas. Por isso, temos que engajá-las cada vez mais para não jogarem lixo no rio e em seus afluentes, afirmou Marcos Penido, Secretário de Governo.

Já para o diretor-presidente da Sabesp, Benedito Braga, “a Companhia implementou uma forma de contratação dos projetos pagando por resultado e isso fez a diferença, pois possibilitou entregar o rio antes do prazo em uma condição muito boa. Mas quero destacar que o grande mérito desse programa é atender às pessoas carentes das áreas informais”, completou.

Parceria com a iniciativa privada

Um dos motivos para esse projeto ter tido sucesso em um período curto de tempo foi a parceria com a iniciativa privada que, através de chamamentos, criaram infraestrutura para potencializar a revitalização do Pinheiros.

“É possível ter avanços na agenda climática com esforços que busquem novos caminhos. Não adianta trilhar os mesmos caminhos de sempre. O IFC patrocinou a iniciativa privada contratada. Então tanto financiando governo quanto iniciativa privada a gente está muito associado a resolver esses desafios”, afirmou Stela Goldenstein, Coordenadora nacional do 2030 Water Resources Group para o Brasil.

Entre os projetos feitos para a iniciativa privada está a construção do Parque Linear Bruno Covas, que já conta com 8.2 quilômetros de extensão. “A iniciativa entrou para fazer a infraestrutura do parque bruno covas e até o momento já foram investidos 30 milhões de reais e a gente entende que isso é só o começo. É uma realidade que já mostra que é possível com muito trabalho e boa vontade, e agora precisamos dar continuidade. Tem muita coisa para sonhar ainda”, disse Adalberto Bueno Netto, Presidente do grupo Bueno Netto, que cuida da gestão do parque.

Além do parque, outra estrutura que auxilia na revitalização do Rio Pinheiros é a Usina São Paulo, que adaptou uma antiga subestação de transformação de energia e transformou ela numa GIS, termo em inglês para estação isolada à gás, o que deu ao Estado espaço físico e a possibilidade de chamar a iniciativa privada para poder empreender nessa área. “O projeto é que a Usina São Paulo seja o ponto onde o brasileiro possa conhecer o mundo e os estrangeiros possam conhecer mais do Brasil. A gente prevê implantar restaurantes, escritórios, lazer, para fazer as pessoas ocuparem ainda mais o entorno do rio pinheiros”, comentou Thiago Nagib, Diretor-Presidente da Usina São Paulo.

Fonte: Governo de São Paulo

Leia mais
Governo de SP assina contrato de concessão da Usina São Paulo, no Rio Pinheiros

Deixe um comentário