PUC-SP inicia comemorações do jubileu de 75 anos

PUC-SP

A Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) completa 75 anos de fundação no domingo, 22.

As atividades em comemoração do jubileu de diamante terão início na sexta-feira, 20, às 12h, com uma missa em ação de graças, presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo e Grão-Chanceler da pontifícia universidade. A celebração ocorrerá na Capela da PUC-SP, no campus Monte Alegre, na zona Oeste de São Paulo, com participação presencial restrita e transmissão pelas plataformas digitais: Facebook (@pucsp.oficial) e YouTube (tvpuc).

Na terça-feira, 24, às 18h, acontecerá a solenidade de abertura das comemorações de aniversário dos 75 anos, com a participação do Cardeal Scherer, da reitora, a professora doutora Maria Amalia Pie Abib Andery, do secretário estadual da Educação, Rossieli Soares da Silva; e do secretário municipal de Educação, Fernando Padula.

Histórico e missão

Fundada em 1946, a PUC-SP é mantida pela Fundação São Paulo e surgiu da união da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São Bento, fundada em 1908, e da Faculdade Paulista de Direito. Em 1947, o Papa Pio XII concedeu à universidade católica o título de pontifícia, de modo que em seus estatutos há o compromisso de que suas atividades sejam regidas pelos princípios da doutrina católica e fiéis aos ensinamentos da Igreja nas questões de fé e de moral.

“No cumprimento de sua missão, a PUC-SP orienta-se, fundamentalmente, pelos princípios da doutrina católica. Dentro desse espírito, assegura a liberdade de investigação, de ensino e de manifestação de pensamento, objetivando sempre a realização de sua função social, considerada a natureza e o interesse público de suas atividades”, consta no descrito da missão dessa pontifícia universidade.

Ao tomar posse para o segundo mandato como reitora, em novembro de 2020, Maria Amalia Pie Abib Andery lembrou que a PUC-SP é uma instituição que incide positivamente na capital paulista e também no País. “É ela que produz uma boa parte dos cidadãos que contribui firmemente para os destinos do Brasil e cabe à Universidade produzir conhecimento que garanta a soberania da nação. E tudo isso deve ser feito num clima produtivo, de cordialidade e civilidade”, afirmou.

Fonte: PUC-SP

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter