‘Que a Igreja continue a entrar nos areópagos do nosso tempo para anunciar o Evangelho’

Cardeal Odilo Pedro Scherer (foto: Bruno Melo/arquivo)

Na missa da quarta-feira, 12, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, ressaltou a força do anúncio do evangelho capaz de transformar a cultura contemporânea.

A Eucaristia, celebrada na capela da residência arquiepiscopal, foi transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

A primeira leitura (At 17,15.22–18,1) narra a passagem de Paulo por Atenas, grande capital da cultura e do saber na época. No areópago da cidade, o apóstolo faz o famoso discurso, referindo-se aos vários altares presentes, detendo-se ao construído ao “deus desconhecido” e começa  a anunciar Jesus Cristo. Os gregos ouvem Paulo atentamente até que ele fala da ressurreição do Senhor. Então, eles perdem o interesse e se dispersam.

Ao comentar esse trecho, Dom Odilo explicou que a filosofia grega da época enfatizava a dualidade entre corpo e alma e desprezava a matéria corporal. Portanto, ao ouvirem Paulo falar que Jesus ressuscitou no seu corpo humano não podia ser compreendido por eles.

No entanto, alguns acreditaram na pregação do apóstolo. O texto bíblico menciona Dionísio, um filósofo areopagita e também algumas mulheres, que constituíram, assim, a primeira comunidade cristã na capital grega.

Verdade da fé

“Muitas vezes, a verdade da fé choca a cultura quando essa se baseia apenas em fundamentos humanos. A verdade do Evangelho, porém, ilumina a cultura e a convida para ir além de si e a não ficar presa dentro dos seus próprios limites”, enfatizou o Cardeal.

O Arcebispo acrescentou que a realidade testemunhada no texto bíblico também é vivida na atualidade. “São tantos os areópagos onde o Evangelho deve ser anunciado. A Igreja não pode deixar de entrar nesses areópagos modernos, para não ficar fechada em uma seita que não penetra na cultura”, salientou Dom Odilo, lembrando o apelo missionário do Papa Francisco para que a Igreja seja “em saída”, fechada dentro de si. De igual modo, recordou as palavras de São João Paulo II, na virada do milênio, convidando a Igreja a “avançar para águas mais profundas”.

“Que a Igreja, contando com a ajuda do Espírito Santo, continue a entrar nos areópagos do nosso tempo para anunciar o Evangelho e abrir os horizontes da cultura para as realidades que vêm de Deus”, concluiu o Arcebispo.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter