Santa Efigênia é celebrada no centro de São Paulo

Em 1809 surgiu a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição - Santa Ifigênia, que deu nome ao largo e ao bairro localizado ao redor da igreja

Santa Efigênia é celebrada no centro de São Paulo, Jornal O São Paulo
Pascom Paroquial

A Paróquia Nossa Senhora da Conceição - Santa Ifigênia celebrou entre os dias 13 e 22, os festejos em louvor a Santa Ifigênia, Padroeira da Moradia, com o tema “Com Santa Ifigênia nesta pandemia; Pela fé solidários com as famílias sem pão, trabalho e moradia” e lema “Todos os que abraçaram a fé estavam unidos e tudo partilhavam” – At 2, 44.

Entre os dias 13 a 21, foi realizado o novenário que contou com a participação de padres e religiosos atuantes no Setor Catedral Sé. No dia 22, houve o enceramento dos festejos da padroeira com missa presidida por Dom Carlos Lema Garcia, Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Sé.

Nos dias 18 e 19, a Paróquia contou com a participação especial da Orquestra Sinfônica Sinos Azuis com as “Serenatas de Inverno”, representadas pela maestrina Mônica Giardini, pelo solista e contrabaixista Webster Silas, que apresentou a Sinfonia n. 2 em Ré Maior Op. 73 de Johannes Brahms, e pelo solista e violista Marcelo Jaffé, que apresentou o Concerto Para Viola de Radamés Gnattali.

História da Paróquia

Construída em 1720, a primeira Capela de Nossa Senhora da Conceição foi reformada a partir de 1794, e, conforme edito do príncipe regente Dom João VI, em 1809 surgiu a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição - Santa Ifigênia, que deu nome ao largo e ao bairro localizado ao redor da igreja. Dom João também determinou que a Irmandade de Santa Ifigênia e Santo Elesbão, cujos membros eram negros alforriados, se estabelecessem na nova igreja.

(Com informações de Pascom Paroquial)      

Deixe um comentário