Santo Alberto Magno é celebrado no Jd. Bonfiglioli

O Pároco lembrou que o Santo testemunhou o fato de que a verdadeira fé não nega a ciência, pelo contrário, a esta promove; e embora a ciência não possa explicar o mistério de Deus, ajuda a preparar o caminho até Ele

Santo Alberto Magno

Os fiéis da Paróquia Santo Alberto Magno, no Jardim Bonfiglioli, Setor Pastoral Butantã, festejaram, no dia 15, a memória litúrgica do padroeiro, com missa presidida pelo Padre Antonio Francisco Ribeiro, Pároco, com a participação do Diácono Antonio Geraldo de Souza.

Padre Antonio, na homilia, recordou que Santo Alberto Magno, dominicano, foi grande mestre da Teologia, Filosofia e Ciências Naturais, tendo sido nomeado Bispo de Ratisbona, na Alemanha, em 1260, pelo Papa Alexandre IV. Morto em 1280, foi canonizado pelo Papa Pio XI em 1931 e também proclamado Doutor da Igreja. Dez anos depois, Pio XII declarou-o padroeiro dos estudiosos das Ciências Naturais.

O Pároco lembrou que o Santo testemunhou o fato de que a verdadeira fé não nega a ciência, pelo contrário, a esta promove; e embora a ciência não possa explicar o mistério de Deus, ajuda a preparar o caminho até Ele.

Ao recordar os últimos anos da vida do padroeiro, Padre Antonio mencionou que três anos antes de falecer, o Santo começou a perder a memória, sendo afastado, assim, do ministério, mas que pôde concentrar toda a sua atenção na vida religiosa e na oração. Todo dia, visitava o lugar de sua futura sepultura, onde rezava o ofício dos defuntos, pedindo a Deus a graça de uma boa morte.

(Por Benigno Naveira – Colaborador de comunicação na Região)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter