‘Santo Antão era um jovem muito sensível ao Evangelho’

‘Santo Antão era um jovem muito sensível ao Evangelho’, Jornal O São Paulo
(Foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO)

No programa “Encontro com o Pastor” da segunda-feira, 17, o Cardeal Odilo Pedro Scherer falou aos ouvintes da rádio 9 de Julho sobre a memória litúrgica de Santos Antão, conhecido como pai dos monges do ocidente.

O Arcebispo de São Paulo comentou que, desde cedo, Antão sentiu a vocação à vida eremítica, na busca da perfeição, seguindo os apelos do Evangelho.

Seguindo o exemplo do Santo, Dom Odilo recomendou que os fiéis não devem ser indiferentes aos apelos Evangelho, mas se colocarem à disposição de Deus, ouvindo a sua voz que, hoje, ressoa por meio da Igreja que anuncia o Evangelho.

O Cardeal, recordou que esse Santo ouviu na Igreja a pregação sobre a renúncia aos bens para seguir a Cristo e tomou-a para si. Assim como a passagem na qual Jesus indaga de que de que adianta o homem ganhar o mundo inteiro se vier a perder a sua vida. A partir daí, Antão mudou sua vida.

O Arcebispo sublinhou que, além da vida monástica, Santo Antão influencia a vida da Igreja como um grande testemunho de vida cristã, lembrando “a primazia absoluta de Deus em nossa vida para edificarmos um mundo melhor”.

OUÇA A ÍNTEGRA DO PROGRAMA “ENCONTRO COM O PASTOR”

Deixe um comentário