‘Sem o Espírito Santo não podemos agradar a Deus e realizar a sua vontade’

Cardeal Odilo Scherer (foto: Bruno Melo/arquivo)

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu, na capela da sua residência, a missa da quinta-feira, 20, transmitida pela rádio 9 de julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

No Evangelho do dia (Jo 17,20-26), Jesus continua a chamada “oração sacerdotal”, na qual, antes da sua paixão, dirige-se ao Pai e lhes confia seus discípulos. “Pai santo, eu não te rogo somente por eles, mas também por aqueles que vão crer em mim pela sua palavra; para que todos sejam um como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, e para que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste”, pede o Senhor.

“Está é a Igreja, a comunhão dos batizados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, comunidade unida no amor da Trindade e que, por isso, é testemunha deste amor e de suas obras. A maior obra da trindade é a salvação”, afirmou Dom Odilo, na homilia.

Pentecostes

Aproximando-se da Solenidade de Pentecostes, no próximo domingo, 23, a liturgia desta semana ressalta a ação do Espírito Santo na vida da Igreja e da humanidade.

Nesse sentido, o Arcebispo lembrou que a Igreja constantemente invoca as luzes do Paráclito para discernir sobre sua missão no mundo e permanecer fiel à vontade de Deus. “O Papa Francisco insiste sempre que não podemos ter uma pastoral de manutenção, mas que esteja ‘em saída’, atenta às realidades e desafios da missão”, disse.

A oração litúrgica do dia pede: “Nós vos pedimos, ó Deus, que o vosso Espírito nos transforme com a força dos seus dons, dando-nos um coração capaz de agradar-vos e de aceitar a vossa vontade”.

Docilidade

“São Paulo nos diz que sem o Espírito de Deus não se pode realizar a vontade de Deus. É o Espírito Santo que, com seus dons, concedidos no Batismo e na Crisma, mas também, segundo as nossas necessidades,  se estamos atentos e abertos à sua ação, ele nos concede os seus dons”.

O Cardeal sublinhou que, de igual modo, não é possível cumprir os mandamentos e corresponder à vontade de Deus sem se abrir à ação do Espírito Santo. “O Espírito Santo nos faz dóceis a Deus”, completou.

Recordando a oração litúrgica da terça-feira, 18, Dom Odilo frisou o pedido para que o Espírito Santo torne o ser humano templo da glória de Deus.  “Nossa vida deve irradiar a glória de Deus. Essa deve ser a vida cristã. A nossa vocação é a santidade”, concluiu.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter