Vacinação contra a COVID-19: doses passam a ser aplicadas em estações do Metrô, CPTM e EMTU

Recomendação do governo paulista é que pessoas aptas a se vacinar façam o cadastro no site Vacina Já para agilizar o atendimento

Governo do Estado de São Paulo

Começam a funcionar na quinta-feira, 13, pontos de vacinação contra a COVID-19 nas estações da CPTM e do Metrô, além de terminais de ônibus da EMTU, apenas para a aplicação da 1ª dose do imunizante em todos os grupos prioritários previstos no Plano Estadual de Imunização (PEI).

As pessoas aptas à imunização poderão se vacinar em quatro estações da CPTM: Guaianases ( Linha 11-Coral), São Miguel Paulista, Jardim Helena-Vila Mara e Itaim Paulista, na Linha 12-Safira.

Também haverá postos de atendimento na estação Corinthians-Itaquera (Linha 3-Vermelha do Metrô) e no Terminal de Ônibus São Mateus da EMTU. 

O funcionamento é das 9h30 às 17h. A partir da segunda-feira, 17 de maio, a vacinação também estará disponível nas estações República, Pinheiros e Butantã, da Linha 4-Amarela.

Para agilizar o atendimento, é indicado que cada pessoa faça o pré-cadastro no site Vacina Já. É necessário informar nome completo, CPF, data de nascimento, endereço completo e telefone.

Lote de vacinas da Pfizer

Um avião com doses da vacina da Pfizer/Biontech compradas pelo Governo Federal chegou ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), na noite da quarta-feira, 12. As vacinas foram levadas para Guarulhos, na Grande São Paulo, onde o Ministério da Saúde tem um centro de distribuição.

O lote é o terceiro de um contrato para 100 milhões de vacinas. O Ministério da Saúde informou que o carregamento contém cerca de 629 mil doses. Somando os três lotes já recebidos, o país recebeu mais de 2,2 milhões de doses deste imunizante.

Ritmo de vacinação

De acordo com levantamentos de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde, até às 20h da quarta-feira, 12, um total de 37.197.671 pessoas já receberam a 1a  dose de vacina contra a COVID-19, o que representa 17,57% da população brasileira. Já a 2a dose foi aplicada em 18.658.972 pessoas (8,81% da população do país), num total de mais de 55.856.643 de doses aplicadas em todos os estados e no Distrito Federal.

A imunização em São Paulo

Até às 20h da quarta-feira, 12, 9.011.667 pessoas já tinham recebido a 1a  dose da vacina contra a COVID-19 no estado de São Paulo. Já a 2a dose, foi aplicada em 4.959.671, milhões de pessoas no território paulista.

Na segunda-feira, 10, começou a vacinação para pessoas com síndrome de Down, com mais de 18 anos de idade, que tenham entre 18 e 59 anos de idade.

Na terça-feira, 11, foram incluídas na lista de vacinação pessoas com deficiência permanente, que têm entre 55 e 59 anos e recebem o BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Já na quarta-feira, 12, começou a vacinação para pessoas com comorbidades entre 55 e 59 anos. No mesmo dia o governo anunciou a vacinação contra COVID-19 para pessoas com comorbidades e deficiências permanentes com idade entre 45 e 49 anos, que passam a fazer parte da campanha já na próxima semana.

Na sexta-feira, 14, a campanha de vacinação passa a ser extensiva para pessoas entre 50 e 54 anos com as mesmas condições.

LISTA DE COMORBIDADES

– Insuficiência cardíaca
– Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar
– Cardiopatia hipertensiva
– Síndrome coronariana
– Valvopatias
– Miocardiopatias e pericardiopatias
– Doença da aorta, dos grandes vasos e fístolas arteriovenosas
– Arritmias cardíacas
– Cardiopatias congênitas no adulto
– Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
– Diabete mellitus
– Pneumopatias crônicas graves
– Hipertensão arterial resistente
– Hipertensão arterial estágio 3
– Hipertensão estágios 1 e 2 com lesão de órgãos alvos
– Doença cerebrovascular
– Doença renal crônica
– Imunossuprimidos
– Anemia falciforme
– Obesidade mórbida
– Cirrose hepática
– HIV

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter