Após a Crisma, avançar na Igreja e na vida

Após a Crisma, avançar na Igreja e na vida
Pexels

O sacramento da Crisma, ou Confirmação, “nos ajuda a ir em frente não só na Igreja, mas na própria vida”, disse o Papa Francisco, em encontro com crismandos da Diocese de Gênova, na Itália, no sábado, 21. Brincando com os jovens, ele afirmou que, embora a Crisma seja conhecida como “sacramento do adeus”, pois muitos jovens deixam de ir à Igreja depois que a recebem, na verdade deve ser vista como um percurso que “nos prepara para nos tornar boas pessoas, bons cidadãos, bons cristãos”. 

Receber a Crisma, disse o Papa, é como “conservar um dom”. Por meio da oração, é possível pedir a Deus “a força para seguir em frente”. Além disso, a Crisma é um sacramento “da amizade”, comentou, porque a Igreja “não é feita só de mim, nem de mim e Deus, mas de todos nós, em comunidade”. 

Oração e comunidade são os antídotos para que o sacramento da Confirmação frutifique nos jovens, pois essa combinação faz aumentar a “generosidade”, disse o Papa aos cerca de mil crismandos de Gênova que o visitaram em Roma. 

Deixe um comentário