Bispo eleito do Sudão do Sul está em recuperação da saúde após atentado

Nomeado bispo de Rumbek há menos de dois meses e ainda não empossado, Padre Christian Carlassare foi baleado há alguns dias e está em tratamento no Quênia

Padre Christian Carlassare (Arquivo pessoal)

Missionário comboniano nascido na Itália, Padre Christian Carlassare – o mais jovem bispo católico eleito -, foi vítima de um grave atentado na madrugada de segunda-feira, 26.

Duas pessoas armadas, ainda não identificadas, invadiram a casa paroquial e o balearam, atirando repetidamente em suas pernas. Ele foi nomeado bispo de Rumbek, capital do estado de Lagos, ao sul do país, e uma das dioceses mais pobres do Sudão do Sul, há dois meses.

Após os primeiros cuidados recebidos em hospital de Rumbek, Padre Christian foi transferido para Juba, capital do país, e depois para Nairóbi, no Quênia, para transfusões de sangue e tratamento. O boletim médico, no entanto, indica que o padre está fora de perigo.

Orações e motivação

O missionário avisou imediatamente a família e o responsável dos combonianos na Itália sobre o que havia acontecido. Aos superiores, o Padre Christian pediu: “Rezem não tanto por mim, mas pelo povo de Rumbek, que sofre mais do que eu”.

Os fiéis de Rumbek, uma diocese de maioria ‘dinka’ – um dos maiores grupos étnicos do Sudão do Sul – deram as boas-vindas ao Padre Christian no último dia 16.

O Papa Francisco o nomeou bispo em 8 de março. Aos 43 anos de idade, o missionário italiano é o bispo mais jovem do mundo colocado à frente da diocese. Provavelmente, a nomeação de um jovem que veio de longe e trabalhou por 15 anos com um outro grupo étnico predominante no país, o ‘nuer’, pode não ter agradado a algumas pessoas, porém a causa do atentado ainda é desconhecida.

Fonte: Vatican News

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter