Em setembro, Papa Francisco em Assis e Matera

A Sala de Imprensa da Santa Sé divulgou o programa das duas visitas pastorais que o Papa fará a Assis, no dia 24 de setembro, para o evento Economia de Francisco, e a Matera, em 25 de setembro, para o encerramento do Congresso Eucarístico Nacional.

Em setembro, Papa Francisco em Assis e Matera, Jornal O São Paulo
Foto: Vatican Media

Foi divulgado, nesta sexta-feira (08/07), o programa das visitas pastorais do Papa Francisco às cidades italianas de Assis e Matera. O Pontífice participa dos eventos de uma Igreja viva que desenvolve e dá vida a iniciativas, das quais podem surgir respostas às crises e emergências que estamos vivendo.

O programa de Assis

Como parte do programa "Economia de Francisco", o Pontífice estará em Assis no dia 24 de setembro para um evento que olhará de forma particular para os jovens. O Santo Padre chegará à cidade da Úmbria por volta das 9h30 e será recebido por três jovens participantes da iniciativa, pelo prefeito do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, cardeal Michael Czerny, pelo arcebispo de Assis-Nocera Umbra-Gualdo Tadino e bispo de Foligno, dom Domenico Sorrentino, pelas autoridades civis, e pelo economista Luigino Bruni, um dos promotores da Economia de Francesco junto com a irmã Alessandra Smerilli, e a doutora Francesca Di Maolo. Em seguida, no Pala-Eventi de Assis, o encontro do Papa com os jovens. Haverá um momento teatral artístico. Depois, oito jovens contarão suas experiências. Por fim, o discurso do Papa, a leitura e assinatura do Pacto entre Francisco e os jovens. No final da manhã, o Papa retorna ao Vaticano.

Uma promessa mantida

Numa mensagem de vídeo, o Papa foi imediatamente agradecido por dom Domenico Sorrentino, que lembra as palavras do Santo Padre quando, no início da Economia de Francisco, disse aos jovens: "Espero vocês em Assis!". Depois, a pandemia aumentou os tempos do encontro, mas nunca interrompeu o diálogo. Francisco sempre esteve presente, mesmo de longe, mas "tê-lo entre nós", diz o prelado, "será outra coisa". Dom Sorrentino conclui sua mensagem reiterando o compromisso pedido pelo Pontífice aos jovens para criar uma nova economia diferente num mundo onde há muita pobreza e desigualdade.

O programa de Matera

No dia seguinte, 25 de setembro, o Papa estará em Matera, onde chegará de helicóptero por volta das 8h30. Na cidade lucana das "pedras" se concluirá o 27° Congresso Eucarístico Nacional. Francisco receberá as boas-vindas do presidente da Conferência Episcopal Italiana, cardeal Matteo Maria Zuppi, e autoridades locais, civis e religiosas. Logo depois, na catedral, haverá o encontro do Pontífice com os deslocados e refugiados. A eles e a todos os presentes as palavras de saudação do Papa. Outro momento importante do dia de Francisco em Matera será a concelebração eucarística, presidida pelo Santo Padre, que será concluída com o Angelus. Por fim, antes do retorno ao Vaticano previsto para as 14h, haverá a visita de Francisco ao Refeitório da Fraternidade, dedicado a dom Giovanni Mele, que o Papa abençoará e inaugurará.

A gratidão dos bispos italianos

Os bispos italianos, por iniciativa do presidente da CEI, cardeal Matteo Maria Zuppi, expressam gratidão ao Papa Francisco por sua presença em Matera. "Agradeço ao Papa Francisco, que compartilha conosco uma etapa decisiva do nosso caminho sinodal: reunir-se em torno de Jesus, saborear o pão de sua presença." "Caminhar com ele", escreve Zuppi numa mensagem, "nos faz caminhar juntos entre nós e com os muitos peregrinos da vida, que são nossos companheiros de viagem". "Esperamos o Papa Francisco em Matera de braços abertos e desde agora", conclui o presidente da CEI, "estamos nos preparando para este encontro com a oração".

Fonte: Vatican News

Deixe um comentário