Francisco reza por refugiados e vítimas da violência na Líbia

Há anos, país tem crescente número de desalojados e migrantes

Vatican Media

O Papa manifestou “proximidade aos milhares de migrantes, refugiados e outros necessitados de proteção na Líbia”. Após a oração do Angelus do domingo, 24, ele disse que muitos homens e mulheres estão passando por uma “violência desumana”.

Francisco fez mais um apelo à comunidade internacional para que “mantenham suas promessas e busquem soluções comuns, concretas e duradouras para a gestão dos fluxos migratórios na Líbia e em todo o Mediterrâneo”.

Há dez anos, a Líbia entrou em dura crise humanitária, após um colapso institucional e político. A onda de protestos da chamada “Primavera Árabe” resultou na morte do ditador Muammar Gaddafi, deixando o país dividido entre grupos tribais e paramilitares. O número de desalojados e migrantes cresceu exponencialmente, e com ele o tráfico de pessoas nos países europeus.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter