Na solenidade da Imaculada Conceição, Papa Francisco fará homenagem particular a Nossa Senhora

Papa Francisco aos pés do munimento da Imaculada Conceição na Praça de Espanha, em Roma / Vatican News

Para evitar aglomerações, seguindo as recomendações das autoridades sanitárias contra a COVID-19, o Papa Francisco não realizará o tradicional ato de devoção a Nossa Senhora na Praça de Espanha, centro de Roma, no dia 8 de dezembro, data da solenidade da Imaculada Conceição de Maria.

A informação foi divulgada pela Sala de Imprensa da Santa Sé nesta segunda-feira, 30. De acordo com a nota, o Santo Padre fará um momento de devoção particular, no qual confiará a Nossa Senhora a cidade de Roma, seus habitantes e os muitos doentes em todas as partes do mundo.

A SOLENIDADE

Celebrada em 8 de dezembro, a Solenidade da Imaculada Conceição recorda o dogma de fé decretado pelo Papa Pio IX, em 1854, que afirma que Maria foi preservada do pecado original desde o momento de sua concepção.

Ao declarar o dogma por meio da bula Ineffabilis Deus, o Pontífice afirmou:

“A doutrina que sustenta que a beatíssima Virgem Maria, no primeiro instante de sua conceição, por singular graça e privilégio do Deus onipotente, em vista dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano, foi preservada imune de toda mancha da culpa original, é revelada por Deus e por isso deve ser crida firme e constantemente por todos os fiéis”.

TRADIÇÃO

Em 8 de setembro de 1857, o Papa Pio IX inaugurou o monumento da Imaculada Conceição de Maria em Roma, na Piazza Mignanelli, próximo da Praça de Espanha.

O Papa Pio XII, cerca de um século depois da inauguração, começou a depositar um buquê de flores aos pés do monumento todos os anos no dia 8 de dezembro.

A tradição prosseguiu com o Papa João XXIII, que em 8 de dezembro de 1958, saiu do Vaticano pela primeira vez, para depositar aos pés da imagem, rosas brancas e dirigir uma oração na Basílica de Santa Maria Maior, estabelecendo esta tradição entre os pontífices até os dias atuais.

Em 2019, durante a oração do Angelus, o Papa Francisco dedicou sua meditação à solenidade, antes de visitar a imagem na Praça de Espanha.

“Sua Imaculada Conceição nos leva ao momento preciso em que a vida de Maria começou a palpitar no seio de sua mãe: ali já estava presente o amor santificador de Deus, preservando-a do contágio do mal que é uma herança comum da família humana […]. Que a festa de nossa Mãe nos ajude a fazer de toda a nossa vida um sim a Deus, um sim de adoração a Ele e de gestos cotidianos de amor e serviço”, afirmou o Santo Padre.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter