Papa pede à comunidade internacional que ajude o Líbano a superar a tragédia

O Papa Francisco manifestou seu pesar pelas explosões que ocorreram na zona portuária de Beirute, capital do Líbano, nesta terça-feira, 4, causando pelo menos 100 mortos e milhares de feridos.

Durante a audiência geral dessa quarta-feira, 5, na biblioteca do Palácio Apostólico, o Pontífice pediu orações pelos libaneses, especialmente as vítimas da tragédia e suas famílias e fez um apelo por ajuda ao país do Oriente Médio.

“Rezemos pelas vítimas e suas famílias; e rezemos pelo Líbano, para que, com o compromisso de todos os seus componentes sociais, políticos e religiosos, possa enfrentar este momento trágico e doloroso e, com a ajuda da comunidade internacional, superar a grave crise que está atravessando”, disse o Santo Padre.

A TRAGÉDIA

Segundo as agencias internacionais de notícias, a Cruz Vermelha libanesa estima pelo menos 100 mortos, 4 mil feridos e 100 desaparecidos. No entanto, esses números ainda podem crescer, pois as equipes de resgate estão trabalhando para retirar os corpos dos escombros.

O Ministro da Saúde libanês pediu a todos os médicos e agentes de saúde para irem aos hospitais da capital a fim de ajudar os feridos.

As explosões causaram uma destruição em larga escala, quebrando vidros de janelas a quilômetros de distância e chegaram a ser ouvidas em Lanarca, no Chipre, a cerca de 200 km da costa libanesa.

POSSÍVEIS CAUSAS

A suspeita é que as explosões tenham partido deum armazém que guardava, sem a segurança necessária, nitrato de amônia, uma espécie de fertilizante com grande potencial explosivo quando exposto a altar temperaturas.

Embora o país ter um histórico de atentados terroristas e viver um período de instabilidade política e econômica, o governo local afirma que não há evidência de que tenha sido um atentado terrorista.

(Com informações de Vatican News e G1)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter