Papa Francisco faz visita surpresa à imagem da Imaculada Conceição

Para manter a tradição papal, mesmo em tempos de pandemia, Francisco foi até a imagem mariana em horário distinto do habitual, a fim de evitar aglomerações em local público de Roma

Foto: Vatican Media

Dias depois de anunciar que, devido às medidas de isolamento social em decorrência do coronavírus, não realizaria seu habitual compromisso público vespertino anual por ocasião da solenidade mariana, o Papa Francisco fez uma visita surpresa na terça-feira, 8, às 7h, à imagem da Imaculada Conceição, na Piazza di Spagna, em Roma.

“À primeira luz da manhã, na chuva, ele colocou um buquê de rosas brancas na base da coluna onde está a imagem de Nossa Senhora e se dirigiu a Ela em oração, para que Ela pudesse zelar por Roma e seus habitantes com amor, confiando-Lhe todos os que nesta cidade e no mundo sofrem de doenças e desânimo”, afirmou o comunicado da assessoria de imprensa do Vaticano.

Pouco antes das 7h15, o Papa deixou a Piazza di Spagna e se dirigiu à Basílica de Santa Maria Maior, onde orou diante do ícone da Salus Populi Romani, Maria Proteção do Povo Romano. Em seguida, presidiu a missa na Capela da Natividade, antes de retornar ao Vaticano.

A Santa Sé anunciou em 30 de novembro que, no lugar de sua tradicional visita pública vespertina, o Papa Francisco marcaria o dia da solenidade com “um ato de devoção privada, confiando a cidade de Roma, seus habitantes e os muitos doentes em todas as partes do mundo a Nossa Senhora.”

O diretor da assessoria de imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni, explicou que Francisco decidiu não ir à praça à tarde para evitar que as pessoas se aglomerassem e pudessem transmitir ou contrair a COVID-19.

A imagem

A imagem da Imaculada Conceição, próxima à Piazza di Spagna, fica no topo de uma coluna de quase 12 metros de altura. Foi dedicada em 8 de dezembro de 1857, três anos depois que o Papa Pio IX promulgou o decreto que define o dogma da Imaculada Conceição de Maria.

Desde 1953, é costume dos papas venerar a imagem no dia da solenidade. O Papa Pio XII foi o primeiro a fazê-lo, caminhando quase três quilômetros do Vaticano até lá, tradição que se mantém até hoje.

Os bombeiros de Roma geralmente estão presentes à oração, em homenagem ao seu papel na inauguração da imagem, em 1857. O prefeito de Roma e outras autoridades também comparecem.

Apesar do evento cancelado, os bombeiros ainda colocaram uma nova coroa de flores no braço estendido de Maria. Para alcançar a imagem, que fica no topo de uma alta coluna, eles usam a escada de um caminhão de combate a incêndios.

Fonte: Catholic News Agency

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter