Papa Francisco: João Paulo I, sábio e humilde, soube falar de Deus com simplicidade evangélica

“Ao longo de sua vida, ele constantemente procurou e apontou a substância do Evangelho como a única e eterna verdade, para além de qualquer contingência histórica ou de moda. Homem sábio e humilde, dotado de boa cultura, soube falar de Deus com simplicidade evangélica, testemunhando a imagem de uma Igreja que não brilha com sua própria luz, mas com a luz refletida, que não vem dos homens, mas do Senhor”, diz o Papa Francisco aos participantes do Simpósio dedicado ao Magistério de João Paulo I

Papa Francisco: João Paulo I, sábio e humilde, soube falar de Deus com simplicidade evangélica
Vatican Media

O Papa Francisco enviou uma mensagem aos participantes do Simpósio “Os seis ‘queremos’. O Magistério de João Paulo I à luz dos documentos de arquivo”. A iniciativa em vista da beatificação de Albino Luciani, em 4 de setembro próximo, é promovida pela Fundação Vaticana João Paulo I, em colaboração com o Departamento de Teologia Dogmática da Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, na qual se realiza esta sexta-feira, 13 de maio, este Dia de estudo inteiramente dedicado ao Magistério de João Paulo I.

A substância do Evangelho como a única e eterna verdade

“Ao longo de sua vida, ele constantemente procurou e apontou a substância do Evangelho como a única e eterna verdade, para além de qualquer contingência histórica ou de moda. Homem sábio e humilde, dotado de boa cultura, soube falar de Deus com simplicidade evangélica, testemunhando a imagem de uma Igreja que não brilha com sua própria luz, mas com a luz refletida, que não vem dos homens, mas do Senhor”, diz o Papa Francisco em sua mensagem.

“Na esteira desta perspectiva, ainda que breve, o Pontificado de João Paulo I se distinguiu em seu compromisso de fazer compreender certos elementos fundamentais para a missão: estar ao lado da dor de nossos irmãos, a vontade de diálogo com o mundo, a busca da paz, a unidade dos cristãos, a colegialidade episcopal”, diz ainda Francisco, acrescentando que estes temas representam um ponto de referência seguro a fim de encontrar soluções concretas para as muitas dificuldades e desafios que a Igreja enfrenta hoje.

O Santo Padre conclui sua mensagem fazendo votos de que esta conferência de estudos seja “uma oportunidade preciosa para redescobrir o legado espiritual e a santidade de vida deste amado Pontífice”.

Fundação Vaticana João Paulo I criada pelo Papa Francisco

À luz da documentação do Arquivo Privado Albino Luciani – hoje patrimônio da Fundação Vaticana João Pauolo I e constituído de todo o material documental de 1929 a 27 de setembro de 1978 -, a conferência – explicam os promotores numa nota – pretende percorrer e aprofundar as principais linhas do Magistério de João Paulo I, a partir dos seis “queremos” da mensagem Urbi et orbi pronunciada pelo Papa Luciani no dia seguinte à sua eleição, em 27 de agosto de 1978, e declinados no programa do pontificado.

O comitê científico da Fundação, através de um cuidadoso trabalho filológico, também sobre manuscritos inéditos, publicou a primeira edição crítica dos textos e discursos escritos e proferidos por João Paulo I durante os 34 dias de seu pontificado.

A Fundação Vaticana foi criada em 17 de fevereiro de 2020 pelo Papa Francisco com o objetivo de preservar o patrimônio dos escritos, promover o estudo e aumentar o conhecimento do legado e dos ensinamentos de João Paulo I.

Fonte: Vatican News

Deixe um comentário