CNBB convida para a primeira jornada de oração e missão de 2022

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realiza a primeira Jornada de Oração e Missão pela Paz de 2022, no Dia Mundial da Paz, no sábado, 1º de janeiro.

A iniciativa é promovida pela Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e pela Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que sofre (ACN) desde abril deste ano, quando foi realizada, dia 1º daquele mês, a Jornada de Oração pelo Haiti.

No primeiro dia do ano, comemora-se o Dia Mundial da Paz. Essa data foi criada por São Paulo VI em 1967. Apesar da origem, o intuito era compartilhar o sentimento de paz entre todos os homens, independente da religião, conforme desejo de Paulo VI. Em suas palavras a proposta não tem a pretensão de ser qualificada como uma data exclusivamente católica ou religiosa. “Antes seria para que ela encontrasse verdadeira adesão junto a todos os amigos da paz”, expressou.

Nesta jornada, de acordo com o assessor da Comissão para Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB, Padre Daniel Rochetti, os brasileiros são convidados a recordar de todos os países pelos quais a jornada rezou em 2021 e também a rezar por todas as situações que pedem uma atitude orante, intercessora e semeadora de paz e de Esperança.

“Neste dia 1º de janeiro, nos unimos à Igreja Católica em todo o mundo, na tradicional Jornada de Oração pela Paz. Já fazem anos que o dia primeiro de cada ano é um dia de oração pela paz. Que seja assim também neste ano que se inicia: uma oração ao Deus da Vida para que, em nome de Jesus Cristo, Seu Filho e Nosso Salvador, a paz como dom do Espírito Santo seja derramada em toda a criação, movendo homens e mulheres na busca da justiça e do pão para todos”, motiva o assessor.

Jornada de Oração como agir missionário

Ainda segundo o Padre Daniel Rochetti, a Jornada de Oração e Missão faz parte de uma série que coloca o valor da oração como “agir missionário” e propõe que cada cristão católico dedique um tempo do dia para rezar por determinado país.

“Durante todo o ano de 2021, inspirados pelo exemplo da padroeira das Missões, Santa Teresinha do Menino Jesus, a Igreja do Brasil foi incentivada a rezar pelas missões, e assim, tornar-se realmente missionária. De fato, os Papas sempre ensinam que uma das formas de contribuir com a missão da Igreja missionária é através da oração”, recordou.

Ele ressalta ainda que as jornadas são um convite para contribuir, especialmente, com a oração que é uma das formas mais significativas de colaborar com o trabalho missionário. Em 2021, foram realizadas as seguintes Jornadas de Oração e Missão pelos países, sempre no primeiro dia de cada mês: Etiópia, dezembro; Bolívia, novembro; Madagascar, em outubro; Afeganistão, setembro; Terra Santa, agosto;  Moçambique, em julho;  Sudão do Sul, em junho; Haiti, em maio e Myanmar, em abril.

Fonte: CNBB

Deixe um comentário