CNBB repudia ataques de parlamentar paulista ao Papa e ao episcopado brasileiro

A presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) publicou uma carta aberta dirigida ao presidente a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e aos cidadãos brasileiros, na qual “rejeita fortemente” as declarações feitas pelo deputado estadual Frederico D’Avila (PSL), no último dia 14 de outubro, no plenário da Alesp, em que faz ataques ao Papa Francisco, à CNBB e, particularmente, a Dom Orlando Brandes, Arcebispo de Aparecida (SP).

Leia a seguir a íntegra da carta:  

Comentários

  1. Sou católico e assíduo frequentador do Movimento de Cursilhos de Cristandade e creio q/ assim como eu todos nós católicos sentimo-nos violentamente feridos e hostilizados pelo irresponsável e desqualificado deputado estadual q/ num linguajar grosseiro, chulo e rasteiro destilou todo seu ódio venenoso contra a Sua Santidade o nosso estimado Papa Francisco s/ conhecer seu habitual trabalho .
    Portanto Sua Santidade o Papa Francisco não é um vagabundo como esse rancoroso parlamentar mentiu. Ele é sim um líder espiritual da mais alta relevância no mundo todo.
    Pois o Papa Francisco tem defendido a importancia de existir uma política q/ protege os mais pobres do mundo todo. Tb Ele é referência no mundo todo devido possuir posição favorável na proteção do Aquecimento Global e muitas outras tese ele vem trabalhando e defendendo buscando ajudar na construção de um mundo mais humano, mais fraterno e de interesse comum.
    Fez tb esse deputado usando de brutalidade agressões moral ao honrado Arcebispo do Santuário Nossa Senhora Aparecida Dom Orlando Brandes digno Pastor, Guia Espiritual e Conselheiro exemplar, manifestando em suas homilias, palestras e reuniões orientações sobre a doutrina de JESUS e
    com isso, motivando os fiéis a evangelizar..
    Ainda em inoportuno procedimento ácido
    atacou sordidamente a maior Instituição Católica à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), pluralizando todos os Bispos, destratando-os chamando-os de canalhas, safados, vagabundos e pedófilos.
    Esse leviano e vulgar deputado estadual Frederico D’Avila alegou q/ ali na Tribuna da Câmara possue liberdade de expressão confundindo liberdade de expressão c/ ato de desaprovação, puro cinismo p/ dar vazão ao
    seu desvairamento e ao seu fanatismo político.
    Emilio

  2. Sou católico e assíduo frequentador do Movimento de Cursilhos de Cristandade e creio q/ assim como eu todos nós católicos sentimo-nos violentamente feridos e hostilizados pelo irresponsável e desqualificado deputado estadual q/ num linguajar grosseiro, chulo e rasteiro destilou todo seu ódio venenoso contra a Sua Santidade o nosso estimado Papa Francisco s/ conhecer seu habitual trabalho .
    Portanto Sua Santidade o Papa Francisco não é um vagabundo como esse rancoroso parlamentar mentiu. Ele é sim um líder espiritual da mais alta relevância no mundo todo.
    Pois o Papa Francisco tem defendido a importancia de existir uma política q/ protege os mais pobres do mundo todo. Tb Ele é referência no mundo todo devido possuir posição favorável na proteção do Aquecimento Global e muitas outras tese ele vem trabalhando e defendendo buscando ajudar na construção de um mundo mais humano, mais fraterno e de interesse comum.
    Fez tb esse deputado usando de brutalidade agressões moral ao honrado Arcebispo do Santuário Nossa Senhora Aparecida Dom Orlando Brandes digno Pastor, Guia Espiritual e Conselheiro exemplar, manifestando em suas homilias, palestras e reuniões orientações sobre a doutrina de JESUS e
    com isso, motivando os fiéis a evangelizar..
    Ainda em inoportuno procedimento ácido
    atacou sordidamente a maior Instituição Católica à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), pluralizando todos os Bispos, destratando-os chamando-os de canalhas, safados, vagabundos e pedófilos.
    Esse leviano e vulgar deputado estadual Frederico D’Avila alegou q/ ali na Tribuna da Câmara possue liberdade de expressão confundindo liberdade de expressão c/ ato de desaprovação, puro cinismo p/ dar vazão ao
    seu desvairamento e ao seu fanatismo político.

  3. O ódio semeado aos católicos por essa gente da extrema direita começou com Martin Lutero, dividiu a igreja por inveja até os tempos atuais. Sempre fomos seus alvos. Esse é o momento de evangélicos retornar à casa da mãe Santíssima, à igreja da Caridade do amor ao próximo. Me uno ao arcebispo de Aparecida em solidariedade pela dor da agressão. Das palavras criminosas. Que esse deputado seja PUNIDO com rigor da lei.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter