COVID-19: número de mortos no Brasil já é superior a 295 mil pessoas

Desde o começo da pandemia, mais de 12 milhões de pessoas contraíram a doença no País

Foto: Governo do Estado de São Paulo/Arquivo

Nesta segunda-feira, 22, o Brasil ultrapassou a marca de 295 óbitos por COVID-19 e de 12 milhões de infectados com a doença desde o começo da pandemia, seja nos dados apresentados pelo consórcio de veículos de imprensa, seja nos divulgados pelo Ministério da Saúde.

De acordo com o consórcio de veículos de imprensa, nas últimas 24 horas foram 1.570 mortes pela COVID-19, o que levou ao acumulado de 295.685 óbitos desde o início da pandemia.

Novamente, houve recorde na média móvel dos últimos sete dias: 2.298 óbitos/dia. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +46%. Pelo 15o dia seguido, a média móvel de mortos é superior a 1,5 mil pessoas.

Desde o início da pandemia, 12.051.619 habitantes do país já tiveram ou têm o novo coronavírus, sendo que 55.177 desses foram confirmados nas últimas 24 horas. Em 21 estados e no Distrito Federal as mortes pela doença seguem em alta no comparativo com dias anteriores.  

Os dados são diferentes dos contabilizados pelo Ministério da Saúde, que na última 24 horas computou 1.383 novos óbitos por COVID-19 e 49.293 novos casos. No acumulado desde o começo da pandemia, são mais de 12 milhões de infectados com doença, dos quais 295,4 mil faleceram.

92% de ocupação das UTIs em São Paulo

Nesta segunda-feira, o Governo de São Paulo anunciou que atualmente estão internadas com COVID-19 no estado 29.039 pessoas, das quais 12.168 em UTIs, número recorde, e 16.871 em leitos de enfermaria.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 91,9% no estado e de 91,6% na Grande São Paulo.

Desde o começo da pandemia, foram confirmados no estado 2.311.101 casos de COVID-19 e já morreram com a doença 67.602.

Na tentativa de tentar conter a pandemia no estado, está em vigor até o dia 30 a Fase Emergencial do Plano São Paulo, com medidas mais duras de restrição.

Além disso, na capital paulista, nos dias 26, 29, 30 e 31 de março e em 1o de abril haverá a antecipação de feriados, com vistas a diminuir a circulação de pessoas na cidade. Nesta segunda-feira, a Arquidiocese de São Paulo anunciou que as celebrações da Semana Santa ocorrerão sem a participação presencial dos fiéis.

Fontes: Agência Brasil, G1 e Ministério da Saúde

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter