Mães, médicas e influencers

Desde outubro de 2020, as irmãs Karina e Kelly mantêm um projeto pelo qual publicam no instagram conteúdos com temas como educação em saúde, ginecologia e obstetrícia, educação dos filhos nas virtudes, fé e vida famíliar

Arquivo Pessoal

Conciliar a maternidade, vida conjugal, profissão, fé e vida social não é uma tarefa fácil, ainda mais quando se é “marinheira de primeira viagem”. Muitas mulheres se sentem inseguras ou imaginam que não vão dar conta de todas essas dimensões sozinhas. No entanto, isso não é impossível.

Foi por sentirem na própria pele esses desafios que duas irmãs de Brasília (DF) tiveram a ideia de compartilhar suas experiências em um perfil no Instagram. Além de irmãs e mulheres, Karina Estrela de Andrade, 29, e Kelly Estrela Felippes, 27, têm outras coisas em comum: ambas são mães e médicas. Assim, nasceu, em outubro de 2020, o projeto Mães Médicas.

Residente em Ginecologia e Obstetrícia, Karina é casada há seis anos e tem três filhos. Kelly é especialista em clínica médica, casada há dois anos e mãe de um filho. Elas contaram ao O SÃO PAULO que foram motivadas pelo desejo de compartilhar não só o conhecimento que adquiriram durante o tempo de formação acadêmica como também a vivência cotidiana delas ao buscarem conjugar essas diferentes facetas da vida feminina.

“Tudo isso precisava ser dividido com as demais mães para ajudá-las a viverem com mais leveza e alegria, amando a maternidade e sendo fiéis à vocação que receberam”, ressaltou Kelly.

VIDA COTIDIANA

Os conteúdos publicados tratam de temas como educação em Saúde, Ginecologia e Obstetrícia, educação dos filhos nas virtudes, fé e vida familiar em geral. Além dos referenciais teóricos, as mães médicas compartilham experiências concretas do dia a dia e, a partir delas, desenvolvem reflexões, bate-papos e tiram dúvidas das mães.

O investimento das irmãs para esse projeto é o tempo, algo bastante precioso para ambas. Seja no caminho para o trabalho, seja durante a soneca das crianças ou no intervalo de um parto ou atendimento médico, elas respondem as caixinhas de perguntas ou fazem stories sobre temas diversos.

Mesmo sem “impulsionalmento” ou patrocínio de posts, algo comum nas mídias dos influenciadores digitais famosos, em pouco mais de um ano, o “Mães Médicas” alcançou 4,2 mil seguidores, número comemorado pelas autoras. Elas afirmam que, mais do que sucesso, o principal objetivo é ajudar outras mulheres com informações que as levem a perceber que não estão sozinhas nessa missão.

RETORNO

“É muito bonito ver como pequenos detalhes e coisas cotidianas que partilhamos geram uma grande repercussão e ajudam tantas pessoas. Muitas seguidoras mandam mensagens sobre o quanto o perfil as ajudou a mudar a visão sobre a maternidade”, destacou Kelly, contando como exemplo o caso de uma seguidora que compartilhou seu medo de se casar e engravidar logo em seguida. “Ao ver a nossa trajetória, ou melhor, a nossa tentativa de viver a nossa vocação, ela afirmou ter perdido esse medo e se entregou à maternidade”, completou a médica.

Além das publicações cotidianas, as mães realizam lives sozinhas ou com convidadas para aprofundar temas relacionados à gestação, amamentação, puerpério, fertilidade, entre outros. Também disponibilizam materiais gratuitos para ajudar no dia a dia das mães, como modelos de planilhas de cronograma de atividades, lista de compras e de tarefas. Há, ainda, indicações de histórias para crianças, playlist para rotina de sono, banho e brincadeiras com os filhos e indicações de cursos voltados para a mulher.

Arquivo Pessoal

UM DIA DE CADA VEZ

Quando perguntadas sobre como conseguem conciliar a vida de mães, médicas, esposas e influencers, as irmãs respondem que buscam viver um dia de cada vez, “com muita ordem, sem reclamar e olhar muito para o próprio umbigo e cansaço, com a graça de Deus, pois não somos perfeitas nem super-heroínas, fazendo também o que dá, sem uma autocobrança exagerada ou uma visão utópica de nós mesmas”.

As mães médicas reconhecem que não é um processo fácil e é justamente por essa consciência que consideram importante testemunhar que, ao contrário do que, muitas vezes, a sociedade propaga, ser mãe não é um empecilho para a vida da mulher, assim como o trabalho profissional não prejudica a maternidade, desde que vivido com equilíbrio e consciência daquilo que é essencial na vida.

Karina, por exemplo, experimentou isso desde o início, pois seus dois primeiros filhos nasceram quando ela cursava o 4º e o 5º anos de Medicina. Em uma situação como essa, a maioria das pessoas tendem a abrir mão de uma dessas dimensões, deixando para ter os filhos apenas após alcançarem a estabilidade profissional sonhada, ou interrompem o curso para se dedicarem integralmente à família.

VALE A PENA

A jovem estudante, no entanto, decidiu seguir em frente, contando com uma importante rede de apoio, sobretudo as avós das crianças e, mesmo tendo levado um pouco mais de tempo que os demais colegas de turma, concluiu a faculdade sem se descuidar dos filhos. Na sua colação de grau, estavam Karina, sua família e o diretor da faculdade. “Tudo isso que eu vivi valeu a pena. Não trocaria me formar oito meses antes em vez de ter os dois filhos, que são os presentes da minha vida e me fazem ser uma médica melhor”, contou Karina, em um dos vídeos do perfil.

“Nós realmente queremos ajudar cada vez mais mulheres. Por essa mídia, conseguimos atingir mais pessoas do que antigamente. Para nós, é um apostolado, uma entrega que, muitas vezes, custa tempo, mas vemos como um chamado que devemos encarar com responsabilidade, comprometimento e, sobretudo, alegria”, concluiu Kelly.

4 comentários em “Mães, médicas e influencers”

  1. Muito orgulho da mãe de 3 dos meus netos. A Karina é uma perseguidora da perfeição. E sentimo-nos honrados, como avós, de ajudar no que precisar para ver seus sonhos realizados! Beijo carinhoso de Vicente e Sônia

    Responder
  2. PARABÉNS KARINA E KELLY, meninas guerreiras,orgulho dos pais🥰👏👏👏desejo sucesso e que Deus seja sempre a Luz no caminho de vcs. DEUS ABENÇOE A TODOS.🙌

    Responder
  3. Conheço minhas primas, pelo bom exemplo, força de vontade, superação e amor a família! Muito sucesso e logo vamos nos conhecer! Do seu primo Igor, neto do seu Raimundo e dona Esmeralda ❤️

    Responder

Deixe um comentário para Igor Ribeiro Lima Cancelar resposta