O equipamento de som da procissão agora pode ser carregado nas costas

Na 15a ExpoCatólica, empresa Auravox apresenta ‘processional’ com apenas 5kg e outras inovações acústicas

O uso de carros de som para a animar as procissões de festas paroquiais pode estar com os dias contados. Na 15a ExpoCatólica, que acontece até a segunda-feira, 30, no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, na capital paulista, um dos equipamentos em exposição é um ‘processional’ que pode ser carregado nas costas.

“Ele é portátil, não precisa estar ligado à energia elétrica para funcionar, pois tem uma bateria incluída na coluna de sustentação. É muito leve, pesa cerca de 5kg, pode ser carregado nas costas, tem um sinto de apoio. O som que sai das duas cornetas localizadas no alto alcança até 300 metros, e ainda há entradas USB, para que sejam colocadas um pen-drive com músicas, além de entradas para os instrumentos”, explicou, ao O SÃO PAULO, Fabrizio Starace, proprietário da Auravox AudioItalia, que atua com o fornecimento e instalação de sistemas de áudio para igrejas.

Para o caso de procissões com grande participação de fiéis, ocupando quilômetros, é possível que se coloque mais de um ‘processional’, com a possibilidade de que emitam o mesmo som, se os microfones e equipamentos estiverem ajustados na mesma frequência, conforme garantiu Starace.

ALTO-FALANTES MAIS LEVES E POTENTES

A Auravox também tem comercializado caixas de som em formato de coluna com alto-falantes mais leves, entretanto, mais potentes.

O nosso diferencial é que o alto-falante incorporado na nossa caixa de som é neodímeo [que substitui os tradicionais imãs de ferrite mais pesados], o que permite que seja menor e que alcance maior potência. Esse tipo de alto-falante já é muito utilizado no mundo, mas ainda pouco aqui no Brasil. Além disso, o neodímeo evita que questões como umidade e poeira não prejudique o alto-falante tão rapidamente. O nosso, por exemplo, tem 4 polegadas e meia. A potência dele chega a 85 Watts, enquanto um alto-falante comum deste tamanho chega 30 Watts”, comentou Starace, lembrando, ainda, que tais caixas suportam bem a baixa frequência, permitindo tocar ao mesmo tempo equipamentos como o baixo e z bateria. “No geral, as caixas neste padrão não conseguem fazer isso”.

Ele lembra ainda que quando o ajuste acústico está bem dimensionado pode cobrir uma área específica sem haver perdas.  “Não havendo dispersão vertical do som [da onda sonora bater no teto e voltar ao ambiente] ou isso ocorrendo de modo mínimo, se evita indesejadas amplificações de eco, o que ainda é bem frequente nas paróquias”, explicou.

VELÁRIO ELETRÔNICO ACIONADO POR CÉDULA

Outro equipamento que a empresa demonstra na feira é um velário eletrônico, cujo acionamento ocorre a partir de uma cédula ou não por moeda, como ocorre atualmente na maioria dos casos.

“Independentemente do valor colocado, apenas uma vela é acessa durante o tempo mínimo de meia hora, mas pode ser programado para até uma hora”, explicou o diretor da Auravox.

PRESENÇA DA ARQUIDIOCESE

Como nas edições anteriores, a Arquidiocese de São Paulo estará presente com um estande na ExpoCatólica, com destaque para os meios de comunicação (jornal O SÃO PAULO, rádio 9 de Julho, folheto Povo de Deus em São Paulo e mídias digitais), além de organizações e serviços, como o Amparo Maternal.

O estande – localizado em frente à Praça Literária do Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte – conta com um estúdio multimídia onde está sendo transmitida uma programação especial para a rádio e mídias digitais, além da redação, que permitirá que os visitantes acompanhem o processo de edição do semanário arquidiocesano.

Para saber mais sobre a ExpoCatólica ou fazer o credenciamento prévio, acesse: https://feira.expocatolica.com.br.

Deixe um comentário