Rede Aparecida de Comunicação anuncia cancelamento de debate presidencial

Decisão ocorre após os candidatos de Lula e Bolsonaro, dois primeiros colocados nas pesquisas eleitorais, não confirmarem presença dentro do prazo estipulado. Em comum acordo com os demais condições, foi condicionado que o debate só se realizaria se houvesse a participação dos candidatos representantes de 50% + 1 das intenções de voto

Rede Aparecida de Comunicação anuncia cancelamento de debate presidencial, Jornal O São Paulo
Debate do ano de 2018 (reprodução da internet)

A Rede Aparecida de Comunicação informou na sexta-feira, 26, que o debate presidencial que aconteceria em 13 de setembro, na cidade de Aparecida (SP) está cancelado.

No informe é recordado que conforme o que foi acordado em reunião realizada no dia 16 de agosto de 2022 com os representantes dos partidos políticos para definição das regras do Debate Presidencial promovido pela CNBB, ficou ajustado que o prazo para confirmação de participação pelos candidatos venceria às 23h59 do dia 25 de agosto de 2022. E se não houvesse confirmação de participação dos candidatos representantes de 50% + 1 das intenções de voto, conforme última pesquisa divulgada até a data da confirmação, o debate poderia ser cancelado.

Nesse sentido, dentro do prazo estabelecido, foram confirmadas as participações dos seguintes candidatos: Ciro Gomes – PDT; Simone Tebet – MDB; Felipe D’Ávila – Partido Novo; Soraya Thronicke – União Brasil; e Pablo Marçal – PROS.


Não confirmaram participação no debate os candidatos: Luiz Inácio Lula da Silva – Federação Partidária Brasil da Esperança; e Jair Messias Bolsonaro – Coligação pelo Bem do Brasil.

Assim, considerando-se que, na última pesquisa divulgada pelo Instituto Paraná Pesquisas (TSE nº BR-03138/2022), em 24 de agosto de 2022, os dois candidatos não confirmados somam mais de 50% + 1 das intenções de voto, decidiu-se, como acordado em reunião, pelo cancelamento do debate.

“A CNBB e a Rede Aparecida de Comunicação lamentam ter de tomar esta decisão, pois acreditam que o debate seria uma oportunidade única de promover um evento sadio, formativo e informativo para o bem público”, consta na nota enviada à imprensa.

Fonte: Rede Aparecida de Comunicação

Deixe um comentário