O que é o sínodo arquidiocesano?

O que é o sínodo arquidiocesano?, Jornal O São Paulo

Desde 2017, a Arquidiocese de São Paulo celebra seu primeiro sínodo arquidiocesano, convocado pelo arcebispo metropolitano, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, com o tema “Caminho de comunhão, conversão e renovação missionária” e o lema “Deus habita esta cidade: somos suas testemunhas”.

Os sínodos diocesanos são iniciativas já consagradas na Igreja ao longo dos séculos e fazem uma grande avaliação da vida e ação evangelizadora e pastoral da Igreja local, na busca da renovação e dinamização da vida e ação eclesial. 

A (arqui)diocese é a “porção do Povo de Deus” confiada ao Bispo unido com o Papa, para que a pastoreie em cooperação com o presbitério (cf.ChD 11a). Ela torna real, presente, atuante e frutífera a vida e a missão da Igreja, através da evangelização, da celebração dos Sacramentos, da caridade pastoral e do testemunho da fé cristã. Para isso, a diocese pode convocar sínodos através dos quais fortalece sua fé e a consciência eclesial, renova sua ação pastoral e busca ser discípula e missionária fiel de Jesus Cristo.

“É na diocese que se dá concretamente o exercício da ‘comunhão e da participação’, próprias do Mistério da Igreja – ‘Mistério derivado da Santíssima Trindade’ […]. Para que esta porção do povo de Deus possa, de modo eficaz, acolher, viver e testemunhar o Evangelho e a todos atrair para Cristo, a diocese, ou Igreja particular, pode convocar sínodos, por meio dos quais se manifestam melhor a comunhão eclesial e o acolhimento da Palavra de Deus, para ouvir ‘o que o Espírito diz à Igreja’ no tempo presente”, afirmou Dom Odilo, ao convocar o sínodo arquidiocesano, durante a celebração da solenidade de Corpus Christi de 15 de junho de 2017. Nessa ocasião, o Arcebispo sublinhou que “o objetivo principal do sínodo arquidiocesano é a renovação da evangelização e da vida pastoral da Arquidiocese, à luz dos apelos de Deus e da Igreja e à luz da realidade, na qual vive a Igreja de São Paulo”. 

Em 2018, foi realizada a primeira etapa do sínodo, no âmbito das paróquias e suas organizações pastorais. Nesse mesmo ano, foi feito um levantamento nas paróquias sobre os dados objetivos que refletem a sua vida e ação pastoral, além de uma pesquisa de campo sobre a situação religiosa e pastoral em toda a Arquidiocese de São Paulo. Em seguida, houve uma etapa no âmbito das regiões e vicariatos episcopais. A assembleia arquidiocesana será realizada em sete sessões entre junho e dezembro de 2022.

O que é um sínodo?

É uma assembleia de clérigos, consagrados e leigos, destinada a auxiliar o bispo diocesano na promoção do bem de toda a comunidade diocesana. (cf. cân. 460). É também uma manifestação de comunhão eclesial, de altíssimo significado, para a vida da diocese; é ocasião para uma grande avaliação pastoral, uma tomada de consciência ampla sobre a realidade da diocese, para indicar metas e prioridades da ação evangelizadora e eventuais mudanças necessárias.

Para que?

O sínodo tem o objetivo de revitalizar e renovar a ação evangelizadora e missionária na diocese, a partir da reflexão e avaliação sobre os diversos aspectos da sua realidade eclesial e pastoral, sobre a realidade religiosa, social e cultural na qual a diocese está inserida. Tudo isso deve ser orientado pela Palavra de Deus e pelo Magistério da Igreja. O sínodo tem a finalidade de suscitar um novo dinamismo na vida diocesana.

Por que?

Como propõe o tema do sínodo, arquidiocesano – “caminho de comunhão, conversão e renovação missionária”–, a Igreja em São Paulo precisa “olhar-se no espelho”, refletir sobre sua presença e sua missão nesta grande Metrópole. É preciso perguntar, se a organização pastoral e administrativa está adequada aos grandes desafios atuais; se a missão da Igreja é bem cumprida; se estamos bem focados nas grandes questões da vida e da missão da Igreja? Se há deficiências ou lacunas na evangelização? Se a organização e atuação pastoral da arquidiocese poderia ser diferente, para corresponder bem à sua missão nas condições próprias da metrópole?

O que vai ser tratado?

Fiel à doutrina da fé, à moral e à disciplina universal da Igreja, o sínodo arquidiocesano tratará da vida e da missão da Igreja em São Paulo; da realidade religiosa e pastoral das comunidades, organizações eclesiais e pastorais da arquidiocese inteira. Tratará também das diretrizes e métodos da ação evangelizadora, bem como propor uma nova organização pastoral da Arquidiocese.

Quem o celebra o sínodo?

A celebração do sínodo diocesano conta com o envolvimento amplo da inteira comunidade eclesial: bispos, clérigos, fiéis leigos(as) e consagrados(as). Todos são convocados a participar do caminho sinodal, para o maior bem da Igreja em São Paulo. Esse envolvimento vai acontecer em diversos níveis e etapas do caminho sinodal.

Quem preside o sínodo?

O sínodo é presidido pelo Arcebispo, ou por quem delegado por ele, auxiliado por uma Comissão de Coordenação Geral e pela Secretaria executiva.

Que método será seguido?

O sínodo será celebrado em diversas etapas. a) Em 2017: oração, motivação, elaboração de subsídios e preparação de animadores sinodais; b) Em 2018, celebração do sínodo nas paróquias e comunidades, envolvendo os fiéis e avaliando a vida e missão da Igreja nas bases; c) Em 2019, celebração do sínodo nas regiões e vicariatos episcopais; d) Em 2022: celebração da assembleia sinodal arquidiocesana, a partir de todas as contribuições vindas das etapas anteriores [Esta etapa aconteceria em 2020, mas deve de ser adiada devido à pandemia de COVID19].

Todo o caminho sinodal será regido por um Regulamento, onde estarão previstas as diversas ações, competências e objetivos a alcançar.

“Para a celebração e o bom êxito do sínodo, são indispensáveis o interesse e a motivação de todos. Para o sínodo é necessária a  reflexão teológica sobre a natureza e a missão da Igreja, a oração e a invocação do Espírito Santo deverão acompanhar todas as etapas do sínodo. A vitalidade e a fecundidade da Igreja dependem da ação do Espírito de Cristo e da nossa colaboração sincera e generosa com ele. Convido e convoco toda a arquidiocese de São Paulo a rezar intensamente pelo sínodo arquidiocesano” (Cardeal Odilo Pedro Scherer – Arcebispo de São Paulo).

O que é o sínodo arquidiocesano?, Jornal O São Paulo

Oração pelo Sínodo arquidiocesano de São Paulo

Divino Espírito Santo,
vós sois a alma da Igreja e renovais a face da terra.
Vinde em nosso auxílio na realização do primeiro Sínodo Arquidiocesano de São Paulo.
Renovai em nós a fé, a esperança e a caridade;
animai-nos com um vivo ardor missionário
para o testemunho do Evangelho nesta Cidade imensa.
Seguindo o exemplo de Maria, Mãe da Igreja,
do apóstolo São Paulo, Patrono de nossa Arquidiocese,
de São José de Anchieta, Santa Paulina
e Santo Antônio de Santana Galvão,
dos bem-aventurados Padre Mariano e Madre Assunta
e dos santos Padroeiros de nossas Comunidades,
sejamos também nós ardorosos discípulos-missionários de Jesus Cristo
para que, nele, todos tenham vida em abundância. 

Divino Espírito Santo, iluminai-nos. Amém!

Acesse informações sobre o sínodo arquidiocesano em: www.arquisp.org.br/sínodo

Deixe um comentário