Sapientia et Augebitur Scientia

A Pontifícia Universidade Católica de São Paulo traz no seu brasão universitário uma frase atribuída a Santo Tomás de Aquino: Sapientia et Augebitur Scientia. Assim, podemos afirmar que “A sapiência e a ciência serão aumentadas”. No momento em que a PUC de São Paulo celebra os seus 75 anos de presença na cidade de São Paulo, a Igreja desenvolve com a Teologia o seu notável papel, como ciência que investiga Deus e colabora com a humanidade. Tempo permanente de cooperação e diálogo.

Os séculos XII e XIII foram importantíssimos para a humanidade. Deu-se o surgimento da universidade e a estruturação da Escola Tomista. Às ciências Medicina, Direito e Artes, que nasceram nesse momento na Europa medieval, acrescentamos a Teologia. A ciência que estuda Deus sempre esteve em parceria com as demais áreas do saber, desde as primeiras que foram estruturadas até as mais recentes que chegam ao nosso tempo.

A Escolástica é caracterizada por uma maior valorização da filosofia aristotélica e do conhecimento científico defendido por Aristóteles na Antiguidade. Os responsáveis por esse resgate são os monges Santo Alberto Magno e Santo Tomás de Aquino.

Santo Alberto Magno nasceu por volta de 1206, e morreu em 15 de novembro de 1280. Monge dominicano e professor na Universidade de Paris (França) e depois em Colônia (Alemanha), ele separava claramente a Filosofia da Teologia, considerando que a primeira seguia apenas a razão, já a segunda se apoiava na revelação e inspiração divinas.

Procurou defender o Cristianismo do averroísmo, aristotelismo arabizado. Sua preocupação o leva a procurar subordinar o aristotelismo à fé cristã, sendo, no entanto, um estudioso profundo da obra de Aristóteles, o qual seguiu em muitos aspectos. Insurgiu-se contra a corrente franciscana, à frente da qual estava a proeminente figura de São Boaventura, e que seguia a via do platonismo. Santo Alberto Magno não se limitou a estudar a obra de Aristóteles, tratou de recriá-la com a sua própria experiência e observação. Foi mestre de Santo Tomás de Aquino. 

Santo Tomás de Aquino nasceu no feudo de Roccasecca, na Sicília, em 1225. Seus estudos iniciais ficaram por conta de monges beneditinos, tendo ingressado como seminarista na Ordem dos Dominicanos, em 1244. A vida de Santo Tomás de Aquino foi dedicada ao estudo e ao ensino de Filosofia e Teologia. Em 1245, o filósofo mudou-se para Paris, continuando seus estudos seminaristas com o célebre padre e filósofo Santo Alberto Magno. Em seguida, passou um tempo em Colônia, entre 1248 e 1252, voltando em seguida a Paris, onde retomou sua pesquisa acadêmica, visando a alcançar o título de doutor em Teologia, feito que conseguiu em 1259. Atribui-se a ele o termo Tomismo, tão importante para o estudo da Teologia.

Celebrar os 75 anos da PUC-SP (22/08/1946 – 22/08/2021) é vislumbrar um luzeiro de esperança pelas pesquisas que foram produzidas, ao largo das décadas, e tantas outras que, ininterruptamente, são realizadas. O magistério e as pesquisas tornam a Universidade eficiente e producente. Muitos alunos acorrerão aos seus campi, assim como muitos pesquisadores terão nela a sede das fontes. Lembrar-se das suas bodas de brilhante a faz fulgurante na Igreja de Cristo Jesus e a torna presença marcante na grande cidade, nossa pauliceia desvairada. 

Padre José Ulisses Leva é professor de História da Igreja da PUC-SP.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter