Como assegurar a comunhão para os celíacos?

Recebi esta pergunta da Fátima, do bairro de Pirituba. “Tenho doença celíaca e não posso ingerir nada que contenha glúten. E tenho dúvidas quanto à hóstia. O que fazer? Depois de consagrada, ela deixa de ser pão, mas será que devo olhar somente o lado espiritual?”
Minha querida irmã, sua pergunta me fez buscar uma saída não só para você como para todos os que são celíacos, isto é, que não podem ingerir glúten, que faz parte da composição da farinha de trigo. E a Igreja é taxativa: farinha sem glúten não produz o pão correto para a Eucaristia. E, na consagração, o pão mantém todas as características de pão, mudando somente a sua substância.

E agora? Como fazer para que os celíacos comunguem? Comungar o pão eucarístico não é possível, porque correm risco de vida. Por outro lado, eles têm o direito à comunhão. Veja, então, o que eu encontrei num texto de orientação para os que têm a doença celíaca. 

A pessoa com essa doença deve pedir ao seu médico um documento que a comprove e levar tal comprovante ao padre que, como bom pastor, certamente irá facilitar o acesso à comunhão do vinho consagrado. Afinal, como ensina a Igreja, tanto no pão quanto no vinho consagrado está presente Jesus em seu corpo, sangue, alma e divindade.
De minha parte, se alguém celíaco for à igreja, pode ficar tranquila, Fátima, pois irá comungar do vinho consagrado.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter