Dom Odilo: ‘A Independência é um bem para todos os brasileiros’

Arcebispo falou sobre o tema em seu programa diário de rádio, em que tratou, também, sobre a Festa da Natividade de Nossa Senhora e o encerramento das comemorações do centenário de nascimento do Cardeal Arns

Dom Odilo: ‘A Independência é um bem para todos os brasileiros’, Jornal O São Paulo

Uma Independência que chegue a todos. Este foi o desejo do Cardeal Odilo Pedro Scherer, ao recordar as comemorações do bicentenário da Independência do Brasil, celebrado na quarta-feira, 7.

O Arcebispo Metropolitano recordou que a data foi motivo de alegria e, também, de reflexão, “em que tomamos consciência de que a Independência é um bem para todos os brasileiros, e que todos devemos manter firme vigilância para que este bem seja preservado; que não haja nenhum retrocesso na liberdade, na autonomia do povo brasileiro, e que haja um processo de solidariedade, de uma construção conjunta, coletiva, de uma verdadeira convivência fraterna, justa, harmoniosa, entre todos”, comentou o Arcebispo Metropolitano no programa “Encontro com o Pastor”, da quinta-feira, 8, na rádio 9 de Julho.  

Dom Odilo recordou ainda a realização, na Catedral da Sé, da Missa pela Pátria e pelo Povo Brasileiro, que ele presidiu em 7 de setembro. “A Igreja nos pede para rezar pelo país, pelo povo, pelos governantes, para que governem bem, com justiça. É isso que nós, como pessoas de fé, devemos fazer sempre, todos os dias”, enfatizou.

NATIVIDADE DE NOSSA SENHORA

A Festa da Natividade de Nossa Senhora, celebrada pela Igreja em 8 de setembro, também foi recordada pelo Cardeal Scherer durante o programa.

“Nossa Senhora foi concebida sem pecado original, veio ao mundo como qualquer criança, cresceu e depois foi chamada por Deus a ser a Mãe de Jesus, o Salvador”, comentou, ressaltando que Maria, desde sempre, é a escolhida por Deus.

“Maria é aquela que foi privilegiada para trazer ao mundo a riqueza do Filho de Deus”, afirmou o Arcebispo, exortando que neste dia, de modo especial, os católicos façam gestos em homenagem a Nossa Senhora, como colocar flores em frente a quadros e imagens marianas, e que diariamente tenham hábitos de oração como reza da Ave-Maria e do Santo Terço.

CENTENÁRIO DE NASCIMENTO DO CARDEAL ARNS

Por fim, Dom Odilo recordou que na quarta-feira, 14 de setembro, na Festa da Exaltação da Santa Cruz, será encerrada a celebração do ano comemorativo pelo centenário de nascimento do Cardeal Paulo Evaristo Arns (1921-2016), que foi Arcebispo de São Paulo entre 1970 e 1998. Nessa data, haverá missa às 12h na Catedral da Sé.

“Durante este ano, Dom Paulo foi recordado de tantas maneiras, colocamos a figura dele em lugar de destaque para que seja lembrado e valorizado. Agora, concluindo o centenário, sua memória permanecerá viva entre nós e tudo o que ele fez e nós recordamos ficará nos arquivos para a memória futura”, observou.

Dom Odilo recomendou, ainda, que os cristãos tenham zelo na preservação dos dados e feitos do povo de Deus, algo que a Arquidiocese realiza de modo cuidadoso por meio do Arquivo Metropolitano, no bairro do Ipiranga, e que deve ser feito também em todas as paróquias e comunidades, para que se preserve a memória da fé, a ser transmitida às gerações futuras.

Deixe um comentário