Frio intenso em SP: colabore com as organizações da Igreja que auxiliam os ‘irmãos da rua’

Grupos ligados à Pastoral do Povo da Rua acolheram na última noite-madrugada 250 pessoas em vagas emergenciais. Arcebispo Metropolitano pede que todos que puderem façam doações: “Que Deus nos livre de ter que responder depois por algum irmão que passou por frio e morreu em razão da nossa indiferença e do nosso coração fechado

NOTÍCIA EM PERMANENTE ATUALIZAÇÃO PARA O ACRÉSCIMO DE DADOS

Frio intenso em SP: colabore com as organizações da Igreja que auxiliam os 'irmãos da rua'
Luciney Martins/O SÃO PAULO

A capital paulista continua a ter baixas temperaturas nesta quinta-feira, 19, razão pela qual é preciso que sejam mantidas as ações de cuidado com as pessoas em situação de rua, que perfazem uma população de cerca de 32 mil cidadãos.

Na última madrugada, as instituições vinculadas à Igreja Católica na cidade abriram suas portas para evitar que as pessoas morressem de frio. Somente nos espaços mantidos por grupos ligados à Pastoral do Povo da Rua foram disponibilizadas mais de 250 vagas emergenciais para o pernoite, algumas delas na Casa de Oração do Povo da Rua e também na Catedral. Somado a outros espaços permanentes de acolhida, como o Arsena da Esperança e a Missão Belém, foram mais de 4 mil vagas.

No programa “Encontro com o Pastor”, da rádio 9 de Julho, da quarta-feira, 18, o Cardeal Scherer, Arcebispo Metropolitano, exortou todas as pessoas de boa vontade a gestos de caridade com aqueles que vivem nas ruas. “Se pudermos ajudar com uma comida quente, uma roupa, um cobertor, isso é muito bom para que as pessoas não morram de frio. Muitos estão passando frio pelas ruas, pelas praças. Que Deus nos livre de ter que responder depois por algum irmão que passou por frio e morreu em razão da nossa indiferença e do nosso coração fechado”, afirmou Dom Odilo.

Muitos organismos da Igreja em São Paulo atuam em prol dos ‘irmãos da rua’ e precisam de mais doações com a chegada do inverno. Neste momento de frio mais intenso, o pedido especial é por agasalhos, cobertores e meias, mas outras roupas, itens de higiene e alimentos também são indispensáveis para que os serviços de acolhimento sejam mantidos nestes espaços da Igreja em São Paulo.

Veja a seguir alguns dos locais onde as doações podem ser entregues. Também informe-se na paróquia mais próxima de sua casa sobre as iniciativas que têm sido realizadas neste momento em prol dos ‘irmãos da rua’. As fotos são de Luciney Martins, fotógrafo do O SÃO PAULO.

CASA DE ORAÇÃO DO POVO DA RUA

Diariamente no local é servido o café da manhã e são produzidas cerca de 700 marmitas, distribuídas em ruas e praças da cidade. Há ainda a entrega de roupas e itens de higiene pessoal obtidos por meio de doações, que podem deixadas, 24 horas por dia, no local: Rua Djalma Dutra, 3, bairro da Luz.

Também a Paróquia São Miguel Arcanjo, na Rua Taquari, 1.100, Belenzinho, recebe doações regularmente, dada a alta demanda de procura por parte das pessoas em situação de rua.

SERVIÇO FRANCISCANO DE SOLIDARIEDADE

Frio intenso em SP: colabore com as organizações da Igreja que auxiliam os 'irmãos da rua'

Diariamente, o Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras) atua no combate à fome e à violação de direitos, tendo como uma das ações de referência a atenção às pessoas em situação de rua. Nestes das mais frios, foram abertas 100 vagas para abrigamento emergencial no Chá do Padre (Rua Riachuelo, 268, Centro) e outras 50 na Casa Franciscana (Rua Otto de Alencar, 270, Cambuci). Doações em prol dos irmãos da rua podem ser entregues nestes locais.

MISSÃO EUCARÍSTICA VOZ DOS POBRES

A Missão Eucarística Voz dos Pobres, realiza todos os dias sua ação pastoral nas ruas, com missionários consagrados e voluntários que levam refeições e dialogam com os ‘irmãos da rua’. Também acolhe pessoas com a saúde debilitada que vivem nas ruas ou que tenham sido abandonadas por familiares em hospitais e em suas próprias casas. Um dos endereços para a entrega de doações é a Casa São José Moscati (Rua Dr. Álvaro Osório de Almeida, 315, Jardim Bonfiglioli).

MISSÃO PAZ

Formada pela Casa do Migrante, o Centro Pastoral e de Mediação dos Migrantes, o Centro de Estudos Migratórios e a Igreja Nossa Senhora da Paz, desenvolve serviços de apoio à acolhida, documentação, aprendizagem do idioma, inserção laboral, atendimento médico e jurídico aos migrantes. O endereço de referência é a Rua Glicério, 225, no bairro da Liberdade.

MISSÃO BELÉM

Frio intenso em SP: colabore com as organizações da Igreja que auxiliam os 'irmãos da rua'

A Missão Belém mantém casas de acolhida, nas quais pessoas que um dia viveram em situação de rua, especialmente no vício das drogas, acolhem os irmãos recém saídos das ruas e que aceitam a restauração de suas vidas a partir de um itinerário de espiritualidade católica. Regulamente, são acolhidas 2,3 mil pessoas em situação de rua, e nesses dias de frio, cerca de 120 a 130 novas pessoas tem procurado por ajuda, porém a quantidade de roupas, agasalhos, cobertores não têm sido suficientes para a demanda. Um dos locais de acolhida e onde as doações podem ser entregues é no Edifício Nazaré (Praça da Sé, 47).

ALIANÇA DE MISERICÓRDIA

A Aliança de Misericórdia mantém a Casa Restaura-me (Rua Monsenhor Andrade, 746, Brás), frequentada diariamente por cerca de 450 pessoas em situação de rua, que lá recebem refeições e podem tomar banho, lavar roupas e obter encaminhamentos para serviços sociais.

ARSENAL DA ESPERANÇA

Frio intenso em SP: colabore com as organizações da Igreja que auxiliam os 'irmãos da rua'

Localizado no bairro da Mooca (Rua Doutor Almeida Lima, 900), no local, diariamente, são acolhidos 1,2 mil homens que antes estavam em situação de rua por razões diversas, como a falta de trabalho, de moradia ou de suporte familiar. Lá, eles podem descansar, tomar banho, se alimentar e frequentar cursos profissionalizantes, além de usufruir de muitos outros serviços, como o acompanhamento do serviço social.

BOMPAR

O Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto (Bompar) realiza variadas atividades, incluindo as iniciativas em favor da população em situação de rua. Uma das estruturas é o Centro de Acolhida São Martinho de Lima, localizado na Rua Siqueira Cardoso, 277, Belenzinho.

NAS PARÓQUIAS

Doações diversas também podem ser deixadas nas paróquias da Arquidiocese. Para a consulta completa dos locais, acesse a platafoma ANIMANDO A ESPERANÇA.

Deixe um comentário