A Igreja estende a mão às pessoas em dificuldade na Ucrânia

Na cidade de Zaphorizhya, Irmãos Albertinos mantém uma capela e projeto que garante refeições a pessoas em situação de vulnerabilidade social

A Igreja estende a mão às pessoas em dificuldade na Ucrânia, Jornal O São Paulo
ACN Ucrânia

Viktor quebra o chão de sua casa por necessidade. Agora que ele e sua esposa não têm trabalho fixo. Devido à guerra na Ucrânia, ele e seus filhos Wasiliej e Kola passam a serrar as tábuas em pedaços para colocar no fogão e aquecer a casa. O casal espera encontrar trabalho na agricultura novamente na primavera. Até lá, é sobrevivência. “Só a Igreja ajuda”, diz Viktor, grato pela sopa, chá e pão que recebeu naquela manhã dos Irmãos Albertinos, na cidade de Zaphorizhya.

O pão que a família come foi feito por Micha, um jovem tirado da rua pelos religiosos. Até alguns anos atrás, ele morava nos túneis do sistema de aquecimento da cidade, junto com outros cinco, a maioria dos quais agora estão drogados ou presos.

Micha é casado e recentemente se tornou pai. “No meu caso, tudo mudou porque conheci os irmãos Albertinos. Eles me mostraram um caminho diferente. Tudo se encaixou na oração. Agora ajudo os irmãos e faço pão para os pobres ou os sem-teto, que vivem como eu vivia antes.”

PRESENÇA DOS IRMÃOS MOSTRA COMO IGREJA AJUDA

A comunidade dos irmãos Albertinos não vive apenas em seu mosteiro, mas também oferece abrigo a muitos sem-teto, lhes dando um teto temporário. Os irmãos aconselham e apoiam essas pessoas em todos os aspectos, ajudando muitas delas a encontrar o caminho de volta a uma vida normal e independente. Há espaço para até 26 homens sem-teto para compartilhar com os irmãos, mas no inverno o número geralmente aumenta para até 40 homens que vêm se refugiar.

Ao mesmo tempo, os irmãos administram um refeitório próximo à catedral da cidade, onde todos os dias fornecem refeições aos pobres e necessitados. Muitas dessas pessoas são aposentados idosos que, de outra forma, não teriam condições de pagar uma refeição quente, devido ao rápido aumento dos preços no país.

Do lado de fora, em frente à sua casa, os irmãos construíram uma pequena capela em honra a Maria, com uma imagem de Nossa Senhora de Fátima, que se ilumina à noite. Não há uma única igreja no subúrbio onde está situado o seu mosteiro. No entanto, muitos transeuntes param em frente à sua pequena capela ou até ajoelham-se no chão para rezar.

ACN AJUDOU NA REFORMA DO MOSTEIRO

Graças à generosidade dos benfeitores da ACN, há alguns anos os irmãos Albertinos puderam renovar o sistema de aquecimento central. Além disso, muitos dos sem-teto que ficaram no mosteiro ajudaram ativamente nos trabalhos de reforma. No ano passado, também graças ao apoio dos benfeitores da ACN, os irmãos puderam substituir o carro de 16 anos que usavam para distribuir cestas básicas e prestar assistência pastoral às famílias.

Com a ajuda de Deus, irmãos e irmãs religiosos e paróquias em toda a Ucrânia puderam ajudar a colocar a vida das pessoas de volta nos trilhos. É um trabalho árduo, mas o irmão Wieslaw e seus irmãos veem isso como uma oportunidade. “Aqui há ricos, mas durante muito tempo não havia Igreja, nem lugar de amor e partilha. Por isso Deus deve ter trazido a gente aqui. Por meio da nossa oração, do hábito, da cruz e da nossa capela, tentamos mudar o mundo através da atitude do outro.”

“Dom Szyrokoradiuk, Bispo de Odessa e Simferopol, ex-administrador apostólico de Kharkov, está esperançoso quanto ao futuro da Igreja na Ucrânia, mesmo na situação atual: “Quando recuperamos nossa igreja dos comunistas, na década de 1990, apenas sete pessoas vieram à primeira Santa Missa. Agora a igreja está cheia aos domingos em cada uma das Missas. Até os ortodoxos vêm e nos trazem bens de socorro, porque a Igreja Católica realmente ajuda os refugiados e os pobres”.

COLABORE COM A ACN

A ACN iniciou seu apoio aos cristãos ucranianos no exílio em 1953. Com a restauração legal da Igreja em 1990, após anos de perseguição, a ajuda da ACN foi crucial para reconstruir a vida na igreja.

A ACN atualmente tem muitos projetos na Ucrânia. A organização apoia a formação de cerca de 900 seminaristas de ambos os ritos, latim e oriental. A ACN também ajuda na manutenção e restauração de seminários, igrejas e mosteiros. É prestado ainda apoio especial aos membros de ordens religiosas que ajudam os pobres e necessitados na região, com assistência material, financeira e espiritual. Mas precisamos da sua doação para continuar ajudando os que mais precisam na Ucrânia.

Saiba como doar à ACN.

Fonte: ACN

Deixe um comentário