Em Madrid, Bispos celebram missa solene pelas vítimas da pandemia na Espanha

Cardeal Osoro Sierra, Arcebispo de Madrid, recordou que ‘não estamos sós, Deus nos acompanha e não nos deixa’.

(Crédito: Arquidiocese de Madrid)

Na segunda-feira, 6, na Catedral da Arquidiocese de Madrid, na Espanha, foi celebrada missa pelas almas da vítimas da pandemia do novo coronavírus no país. A missa foi presidida pelo Cardeal Osoro Sierra, Arcebispo de Madrid e Vice-Presidente da Conferência Episcopal Espanhola (CEE), e concelebrada por outros 35 bispos e numerosos sacerdotes. Além deles, os reis da Espanha, Filipe VI e Letícia, familiares de vítimas e alguns representantes políticos participaram da celebração.

Na homilia, o Cardeal Osoro recordou que num tempo em que “tudo parece ter se escurecido, não estamos sós, Deus nos acompanha e não nos deixa”. A partir da passagem da morte e ressureição de Lázaro, o Prelado afirmou que a coisa mais humana a ser feita é “chorar como elas [Marta e Maria] e nos sentir solidários com as lágrimas de milhares de pessoas que perderam seus entes queridos e que ainda vivem as consequências de um duelo tão complexo”.

Entretanto, como Jesus Cristo consolou as irmãs de Lázaro, “Ele também nos consola, dizendo ‘Teu irmão ressuscitará’”, continuou o Cardeal. Ao fim da homilia, o prelado destacou as três chamadas que o Senhor faz para que “vivemos em comunhão com Ele”: defender o direito a esperança, dar ânimo e não guardar para si “o tesouro que Jesus Cristo é para nós”.

O Cardeal Juan José Omella, Arcebispo de Barcelona e presidente da CEE, também desejou demonstrar a proximidade da Igreja na Espanha com as vítimas ao fazer sua “a dor, o sofrimento dos familiares dos falecidos”. Uma dor que, segundo o Cardeal, foi maior pelas condições em que ocorreu, “longe do contato de seus familiares e amigos, sem poder trocar qualquer palavra”.

Segundo o Arcebispo de Barcelona, a melhor coisa que o cristão deve fazer, nesse caso, é a “oração e a ação de graças pela vida de cada um deles”. Por fim, o Cardeal desejou que “todo o vivido e sofrido sejam acolhidos como um chamado para voltar o nosso olhar e nossa existência a Jesus Cristo”.

Antes do fim da missa, Dom Jose María Gil Tamayo, Bispo de Ávila, que esteve internado devido ao novo coronavírus, leu a oração composta pelo Papa Francisco para os atuais tempos de pandemia.

Números do coronavírus da Espanha

A Espanha foi um dos países mais afetados pela pandemia de COVID-19. Até 7 de julho, registrou 28.388 mortos e 251.789 casos confirmados. A cada 100 mil habitantes, 60,5 morreram pela doença, segundo maior número do mundo, atrás apenas do Reino Unido, no qual, a cada 100 mil habitantes, 66,3 morreram pelo novo coronavírus. 

FONTES: Arquidiocese de Madrid e Religión en Libertad

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter