Mais de 90% dos poloneses se identificam como católicos, diz relatório

A Igreja na Polônia possui dois cardeais, 29 arcebispos, 123 bispos, 33,6 mil sacerdotes e cerca de 19 mil religiosas

Reprodução

A Agência Católica de Informação (KAI, em polonês) divulgou, na sextafeira, 5, um relatório intitulado “Igreja na Polônia”. O documento afirma que 91,9% dos poloneses se identificam como católicos, um pouco mais de 3% se autodenominam sem fé, enquanto 0,9% se dizem cristãos ortodoxos.

A constatação é importante, ainda mais no atual contexto, no qual há uma secularização cada vez maior na sociedade. Outro dado relevante apresentado é o de que 36,9% dos católicos comparecem regularmente à Santa Missa.

LAÇOS FAMILIARES E RELIGIOSIDADE

Outros dados preocupantes sobre a Igreja na Polônia também foram retratados. Dentre eles se destacam a diminuição de jovens que observam a prática religiosa e a queda no número de pessoas que expressam estima pela Igreja.

A Conferência dos Bispos poloneses afirmou que a pandemia de COVID-19 “destacou o processo de enfraquecimento das práticas religiosas coletivas e dos laços com a paróquia”. Entretanto, ela também fortaleceu “os laços familiares e a religiosidade”.

A Igreja na Polônia possui dois cardeais, 29 arcebispos, 123 bispos, 33,6 mil sacerdotes e cerca de 19 mil religiosas. Em 2020, o número de seminaristas era de 2.556. Atualmente, o número de missionários poloneses pelo mundo é de 1.883, presentes em 99 países, nos cinco continentes.

A Polônia possui ainda 1.050 santuários católicos, dos quais 793 são marianos. Um dos mais conhecidos é o Mosteiro Jasna Gora, que conserva o ícone de Nossa Senhora de Czestochowa, e que em 2019 acolheu 4,4 milhões de peregrinos. Outro importante templo polonês é o Santuário da Divina Misericórdia, ligado às aparições de Jesus a Santa Faustina Kowalska.

Fonte: Gaudium Press

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter