O Patriarcado da Babilônia dos Caldeus se torna “Patriarcado de Bagdá dos Caldeus”

O Papa Francisco aceitou a decisão de mudar o título já tomado pelo Sínodo Caldeu, realizado em Bagdá em agosto do ano passado

O Patriarcado da Babilônia dos Caldeus se torna “Patriarcado de Bagdá dos Caldeus”, Jornal O São Paulo
O Papa com o Patriarca de Bagdá Raphaël Louis I Sako   (Vatican Media)

O Papa Francisco acolheu o pedido apresentado pelo Cardeal Raphaël Louis I Sako em nome do Sínodo dos Bispos da Igreja Caldeia, aprovando a mudança do título “Patriarcado da Babilônia dos Caldeus” para “Patriarcado de Bagdá dos Caldeus”. A decisão de mudar o nome foi tomada pelo Sínodo Caldeu, realizado em Bagdá em agosto do ano passado.

Uma nota do Patriarcado explicou que a referência à “Babilônia” foi removida porque não tinha bases históricas. “Babilônia”, dizia a nota, “foi a capital do império babilônico e nunca foi uma sede episcopal ou patriarcal”. Desde sua união com Roma em 1553, o título era o de Patriarca da Igreja Caldeia e sua sede se deslocou ao longo dos séculos entre Diyarbakir, Sa’rad, Jazira, Mosul e Bagdá. A referência à “Babilônia” só foi inserida em 1724 pelo Patriarca Youssef III, que residia em Diyarbakir, agora em território turco, mas sem qualquer relação eclesial.

A Sé Patriarcal, portanto, nunca esteve na Babilônia e atualmente encontra-se em Bagdá. Trata-se de uma decisão – afirma a nota do Patriarcado – que é o resultado do caminho de renovação da Igreja Caldeia, atenta em preservar seu autêntico patrimônio.

Fonte: Vatican News

Deixe um comentário