Oratório salesiano em Kiev, na Ucrânia, é um refúgio de paz em meio a tensões políticas

País vive tensão em suas fronteiras, para onde tem se deslocados forças militares do Ocidente e da Rússia

Oratório salesiano em Kiev, na Ucrânia, é um refúgio de paz em meio a tensões políticas
Foto: Missioni Don Bosco

“O nosso oratório está se revelou um refúgio para muitos: católicos, ortodoxos, mas também muitos não crentes. Os jovens espalham a palavra através das redes sociais, às vezes até envolvendo as suas famílias. E o grupo cresce a cada dia. Desde meados de dezembro existe uma tensão forte”.

O fato foi comunicado à Agência Fides pelo Padre Max Ryabukha, salesiano, diretor da “Casa de Maria Auxiliadora” de Kiev, na Ucrânia, enquanto sopram os ventos da guerra por causa do agravamento da crise entre a Ucrânia e a Rússia.

“A comunidade eclesiástica ucraniana reza pela paz – continua Padre Max – Há um ano, quando a situação no país se agravou novamente, os jovens do oratório salesiano de Kiev se revezaram rezando as três ave-marias e compartilhando uma boa noite pensado no estilo de Dom Bosco”.

O Sacerdote salesiano comenta também a iniciativa do Papa que, na semana do dia 31, pediu uma oração pela paz na Ucrânia. “Sentimos-nos menos sós e mais fortes”, diz Padre Max: “Rezar juntos pode se tornar um sinal de esperança, um motor de mudança, que abala e questiona a consciência”.

Neste caminho para a paz, enquanto passam dias de grande tensão, a família salesiana presente na Ucrânia trabalha para apoiar a população e semear, apesar de tudo, algumas sementes de esperança.

A escola de Zhytomir, capital provincial com 300 mil habitantes, a noroeste da capital, Kiev, que as missões de Dom Bosco as apoiam por meio de seus benfeitores. “Desde 2016, os salesianos dirigem a escola ecumênica ucraniana-italiana Vsesvit”, contou o Padre Michal Wocial, diretor da obra salesiana de Zhytomir. “A cidade não oferece atividades vespertinas para as crianças, nem depois das aulas nem atividades esportivas ou recreativas”.

Precisamente por isso, os seguidores de Dom Bosco pretendem acrescentar um oratório ao centro educativo: “Queremos construir um espaço aberto não só para os 200 alunos que já frequentam a escola salesiana, mas para todos os jovens da região: por meio do oratório, muitas crianças e jovens puderam encontrar apoio nos estudos, diversões, esportes, jogos, partilha, em puro estilo salesiano”.

Os missionários salesianos voltaram à Ucrânia desde a década de 1990, após a queda dos regimes comunistas no Leste Europeu, e hoje administram oito centros. O seu principal trabalho é a educação, onde participam na organização de oratórios, centros juvenis, escolas e orientação profissional.

“Em mais de 130 países, os salesianos estão empenhados em manter vivas as escolas e os oratórios para crianças e jovens”, diz o Padre Andrzej Policht, missionário salesiano de origem polonesa que trabalha há alguns meses na escola de Zhytomir. “O objetivo comum de todas essas obras é acompanhar os jovens em seu caminho de crescimento e maturidade, anunciando a Boa Nova e o carisma de Dom Bosco em um contexto em que há grande necessidade de orientação espiritual entre os jovens”.

Fonte: Agência Fides

Deixe um comentário