Organização universitária católica condena tomada de universidade jesuíta na Nicarágua

Jesuítas Nicarágua

A Organização das Universidades Católicas da América Latina e do Caribe (Oducal), composta por 116 instituições de ensino superior, expressou a sua solidariedade aos Jesuítas da Nicarágua após a expropriação da Universidade Centro-Americana (UCA) pela ditadura do presidente Daniel Ortega e sua esposa, a vice-presidente Rosario Murillo, no início deste mês.

Em um comunicado recente, a Oducal expressou a sua “profunda preocupação com o cerco, o confisco de bens e o encerramento sofrido pela Universidade Centro-Americana, localizada em Manágua” e a sua “solidariedade com a sua comunidade educacional”.

A organização também exigiu que “as medidas drásticas, abruptas e injustas adotadas pelo tribunal nicaraguense contra as instituições de ensino universitário católico sejam revertidas e corrigidas imediatamente”.

A associação acadêmica também pediu “o fim da crescente agressão que afeta o sistema universitário nicaraguense e seus membros” e que “seja buscada uma solução racional na qual prevaleçam a verdade, a justiça, o diálogo e a defesa da liberdade acadêmica”.

Há duas semanas, o regime de Ortega expropriou a UCA, bem como a Villa Carmen (residência de seis jesuítas idosos), cancelou a personalidade jurídica da Ordem e transferiu todos os seus bens para o Estado. Milhares de estudantes se veem numa situação difícil, enfrentando incertezas sobre o seu futuro acadêmico e sobre a forma como as suas notas e documentação serão tratadas.

No seu comunicado, a Oducal expressou solidariedade ao povo nicaraguense e afirmou: “Renovamos a nossa defesa dos direitos humanos e da paz num momento em que os nossos povos enfrentam, em muitos lugares, graves restrições às liberdades e onde a democracia está ameaçada de várias formas”.

Fonte: CNA – Catholic News Agency

guest
1 Comentário
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Ricardo Pupo Nogueira Simões
Ricardo Pupo Nogueira Simões
9 meses atrás

Infelizmente, o Brasil caminha na mesma direção. É “fazueli” que fala??