Confira nossa versão impressa

Cardeal Scherer: ‘Nossa existência é um contínuo milagre’

Cardeal Scherer: 'Nossa existência é um contínuo milagre'

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa na manhã desta segunda-feira, 20, na capela de sua residência, transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

O Arcebispo recordou que neste dia, a Arquidiocese de São Paulo vivência dois momentos significativos: o primeiro deles, a posse da nova direção da Faculdade de Direito Canônico São Paulo Apóstolo, formado pelo novo Diretor, o Padre Everton Fernandes Moraes; o Vice-Diretor, o Padre Ricardo Cardoso Anacleto; e o Secretário-Geral, Padre Ediclei Araújo da Silva.

Hoje acontece também o dia “D” da campanha “Juntos pela 9”, organizada pela rádio 9 de julho, que tem a finalidade de angariar recursos para a automatização do transmissor e do gerador de energia elétrica e a troca do ar-condicionado da emissora.  

Dom Odilo rememorou, ainda, as vítimas da COVID-19, dentre eles, Dom Henrique Soares da Costa, Bispo da Diocese de Palmares (PE), falecido no último sábado, 18, e todos os padres e bispos que se encontram doentes em decorrência do novo coronavírus.

SINAIS CONSTANTES

Na homilia, Dom Odilo refletiu sobre a necessidade das pessoas em presenciar milagres espetaculosos de Jesus, que anuncia que o maior dos sinais seria como o de Jonas, fazendo referência a sua ressureição após três dias de sua morte. O Cardeal reiterou que o próprio Jesus “é sinal para humanidade, no meio do povo, constantemente, pela palavra que ele dizia, na verdade que ele transmitia”, disse.

Segundo o Cardeal, as pessoas ainda hoje se arriscam a habituarem-se com os sinais da graça de Deus em suas vidas, fazendo com que elas deixem de dar o real valor para tais bênçãos como, por exemplo, a eucaristia: “se entendêssemos o que isso significa, não perderíamos uma missa. Nós queremos sinais extraordinários, por isso, quando aparece algum pregador dizendo fazer esses milagres, corremos para ver e para tentar ter um milagre também”.

“Deus nos dá o sinal constantemente -, nossa existência é um contínuo milagre. O fato de termos acordado essa manhã, estamos vivos, estamos aqui, respirando. Não devemos buscar sinais extraordinários, isto é, a pessoa de pouca fé, uma fé que precisa ser alimentada pelos sinais extraordinários, significa que a fé é muito fraca ou inexistente. Não é a fé verdadeira da adesão a Deus, a busca de viver conforme Deus, em sintonia com Ele”, salientou o Arcebispo.

- publicidade -

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Compartilhe!

Últimas Notícias

Cardeal Scherer preside missa arquidiocesana com coroinhas

Este ano, o o evento organizado pela Pastoral Vocacional contou apenas com representantes dos coroinhas e foi transmitido pelas mídias digitais

CNBB: ‘Dom Pedro marcou sua vida pela solidariedade em relação aos mais pobres e sofridos’

Bispo emérito da Prelazia de São Félix do Araguaia (MT) faleceu neste sábado, dia 8

Morre Dom Pedro Casaldáliga

A Prelazia de São Félix do Araguaia (MT), a Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de...

Plantas ganham cada vez mais espaço nas casas e apartamentos!

Uma quitinete de um grande centro urbano pode abrigar uma horta? Confira as histórias de quem cultiva plantas em casa e dicas...

‘O Direito Canônico existe para atender ao mistério da Igreja’

Afirmou o Padre Denilson Geraldo, em aula inaugural do semestre acadêmico da Faculdade de Direito Canônico São Paulo Apóstolo

Newsletter