Cardeal Scherer: ‘Nossa existência é um contínuo milagre’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa na manhã desta segunda-feira, 20, na capela de sua residência, transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

O Arcebispo recordou que neste dia, a Arquidiocese de São Paulo vivência dois momentos significativos: o primeiro deles, a posse da nova direção da Faculdade de Direito Canônico São Paulo Apóstolo, formado pelo novo Diretor, o Padre Everton Fernandes Moraes; o Vice-Diretor, o Padre Ricardo Cardoso Anacleto; e o Secretário-Geral, Padre Ediclei Araújo da Silva.

Hoje acontece também o dia “D” da campanha “Juntos pela 9”, organizada pela rádio 9 de julho, que tem a finalidade de angariar recursos para a automatização do transmissor e do gerador de energia elétrica e a troca do ar-condicionado da emissora.  

Dom Odilo rememorou, ainda, as vítimas da COVID-19, dentre eles, Dom Henrique Soares da Costa, Bispo da Diocese de Palmares (PE), falecido no último sábado, 18, e todos os padres e bispos que se encontram doentes em decorrência do novo coronavírus.

SINAIS CONSTANTES

Na homilia, Dom Odilo refletiu sobre a necessidade das pessoas em presenciar milagres espetaculosos de Jesus, que anuncia que o maior dos sinais seria como o de Jonas, fazendo referência a sua ressureição após três dias de sua morte. O Cardeal reiterou que o próprio Jesus “é sinal para humanidade, no meio do povo, constantemente, pela palavra que ele dizia, na verdade que ele transmitia”, disse.

Segundo o Cardeal, as pessoas ainda hoje se arriscam a habituarem-se com os sinais da graça de Deus em suas vidas, fazendo com que elas deixem de dar o real valor para tais bênçãos como, por exemplo, a eucaristia: “se entendêssemos o que isso significa, não perderíamos uma missa. Nós queremos sinais extraordinários, por isso, quando aparece algum pregador dizendo fazer esses milagres, corremos para ver e para tentar ter um milagre também”.

“Deus nos dá o sinal constantemente -, nossa existência é um contínuo milagre. O fato de termos acordado essa manhã, estamos vivos, estamos aqui, respirando. Não devemos buscar sinais extraordinários, isto é, a pessoa de pouca fé, uma fé que precisa ser alimentada pelos sinais extraordinários, significa que a fé é muito fraca ou inexistente. Não é a fé verdadeira da adesão a Deus, a busca de viver conforme Deus, em sintonia com Ele”, salientou o Arcebispo.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter