Confira nossa versão impressa

Dom Ângelo Mezzari: ‘Eis-me aqui, teu servidor’

Dom Ângelo Mezzari: ‘Eis-me aqui, teu servidor’
Dom Ângelo Mezzari e o Cardeal Scherer (Foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO)

O novo Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo, Dom Ângelo Ademir Mezzari, tomou posse do ofício no domingo, 4, em missa na Catedral da Sé, presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano. Na ocasião, Dom Ângelo também recebeu a nomeação de Vigário Episcopal para a Região Ipiranga.

A Eucaristia foi concelebra pelos demais bispos auxiliares da Arquidiocese e representantes do clero. Participaram da missa grupos de fiéis da Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Bauru (SP), onde Dom Ângelo era pároco até sua nomeação episcopal, e da sua diocese de origem, Criciúma (SC).

Nomeado Bispo Auxiliar de São Paulo pelo Papa Francisco em 8 de julho, Dom Ângelo recebeu a ordenação episcopal no dia 19 de setembro, No Santuário Sagrado Coração Misericordioso de Jesus, em Içara, na Diocese de Criciúma (SC).

LEIA TAMBÉM:
Papa Francisco nomeia Bispo Auxiliar para a Arquidiocese de São Paulo

Dom Ângelo Mezzari é ordenado Bispo

Monsenhor Ângelo Mezzari se tornará um sucessor dos apóstolos

‘Desejo ser um pastor conforme o coração de Cristo’
Dom Ângelo Mezzari: ‘Eis-me aqui, teu servidor’
(Foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO)

OPERÁRIO DA MESSE

Religioso da Congregação dos Rogacionistas do Coração de Jesus, Dom Ângelo adotou como lema episcopal a expressão “Rogate ergo”, retirado do versículo do Evangelho que inspira sua congregação – “Rogai ao Senhor da messe que envie operários para sua messe” (Mt 9,38).

“Dom Ângelo, ajuda-nos, em nossa grande Arquidiocese, a sermos operários da vinha do Senhor. Que Deus possa nos enviar e faça de nós bons servidores da sua messe, boas videiras do teu campo, da sua Igreja. Que possamos produzir em nossas casas, famílias, comunidades, paróquias, o fruto do testemunho do Evangelho em nossa cidade, manifestou dom Odilo, na homilia.

Em seu discurso de agradecimento, no fim da celebração, Dom Ângelo recordou a primeira vez que veio a São Paulo, em 1976, aos 19 anos, quando veio de ônibus de Criciúma, para iniciar os estudos na capital paulista. “Sem nada conhecer, apenas por indicações, cheguei na Estação da Luz, tomei o trem, até a Estação Água Branca, indo na nossa casa dos Rogacionistas. Perdido, uma alma generosa se aproximou e perguntou quem era e aonde ia e, tomando minha pequena mala, ajudou-me a chegar”, relatou.

CHAMADO

“Desde o convite da minha nomeação, tenho vivido, uma profunda experiência de Deus, na fé, por Jesus Cristo, acolhendo este dom e chamado do Espírito Santo, confirmado pela Igreja”, continuou, acrescentando que, de um momento para o outro, ele foi novamente levado a deixar tudo, despojar-se de tantas coisas e se deixar conduzir, de coração aberto, para acolher o chamado e aceitar a nova missão. “Eis-me aqui, teu servidor, faça-se em mim a vontade do Pai, não a minha”, afirmou.

Em seguida, Dom Ângelo reforçou seu desejo de, como o Bom Pastor, ter um coração compassivo e servir com amor nas missões que lhes forem confiadas, especialmente na Região Ipiranga.  “Que se aumente o clero, cresça a vida consagrada, multipliquem-se os dons, carismas, serviços e ministérios, para a glória de Deus, a obra da evangelização. Vamos rezar muito e trabalhar para que não faltem bons operários da messe, já que não há evangelização sem evangelizadores”, manifestou.

Dom Ângelo Mezzari: ‘Eis-me aqui, teu servidor’
Dom Odilo e bispos auxiliares de São Paulo (Foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO)

EM CAMINHO

O novo Bispo Auxiliar afirmou, ainda, que se coloca “em caminho”, referindo-se ao sínodo arquidiocesano que está sendo celebrado. “Caminho, unido ao pastor [Dom Odilo], aos demais bispos auxiliares, e a todo o povo de Deus…  Para conhecer, aprender, fazer parte da vida, da missão, das lutas e sofrimentos, das alegrias e esperanças, dos sonhos e projetos pastorais da Igreja de São Paulo e da Região onde servirei.

Por fim, Dom Ângelo recordou que veio de uma pequena comunidade rural no município de Forquilhinha (SC), onde também nasceu o Cardeal Paulo Evaristo Arns, que foi Arcebispo de São Paulo e morreu em 2016. “Tive a graça de conhecê-lo, algumas vezes visitá-lo. Que seu testemunho de amor a Deus, a Jesus Cristo, à Igreja e ao povo… me inspirem e animem nesta nova missão, que hoje recebo da Igreja, por nosso Arcebispo, Dom Odilo, e que eu possa ser, com vosso sustento na oração e colaboração, um bom Pastor, segundo o coração de Cristo”, concluiu.

Ao tomar posse do ofício, Dom Ângelo se une aos outros seis bispos auxiliares da Arquidiocese: Dom Carlos Lema Garcia, Dom Eduardo Vieira dos Santos, Dom Devair Araújo da Fonseca, Dom Jorge Pierozan, Dom José Benedito Cardoso e Dom Luiz Carlos Dias.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Missionários Claretianos comemoram 125 anos de presença no Brasil

Uma missa presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, na Paróquia Imaculado Coração de...

Prefeitura pede que no Dia de Finados cerimônias religiosas em cemitérios ocorram em espaços abertos

Em nota divulgada à imprensa na tarde da segunda-feira, 26, a Prefeitura de São Paulo recomendou que...

‘Acolhamos com fé a semente e o fermento do Reino de Deus’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa desta terça-feira, 27, na capela...

Conheça os novos cardeais do Papa Francisco

Entre eles estão os arcebispos de Washington (EUA) e de Santiago do Chile Três...

Capela São Camilo de Lellis é a presença da Igreja no Hospital do Mandaqui

O templo localizado no hospital da zona Norte de São Paulo é o último retratado na série especial de reportagens do O...

Newsletter