Confira nossa versão impressa

‘Que sejamos sempre animados pelo desejo de ver Jesus’

‘Que sejamos sempre animados pelo desejo de ver Jesus’
(Foto: Bruno Melo)

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa desta terça-feira, 17, memória de Santa Isabel da Hungria. A Eucaristia, celebrada na capela de sua residência, foi transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

Filha do imperador Andreas II da Hungria, Santa Isabel nasceu em 1207, casou-se com o Luís IV, herdeiro de um dos feudos mais ricos do Império Romano-Germânico.

Sua vida foi marcada pelo testemunho de fé e caridade que incomodava a nobreza da época. Isabel distribuía alimentos, roupas, dinheiro e até ferramentas agrícolas aos súditos pobres. Após a morte de seu marido, ela foi expulsa do palácio com seus filhos, chegando a se abrigar com os porcos em um curral. Anos depois, foi chamada para voltar à corte, mas renunciou aos títulos e ingressou na Ordem Terceira Franciscana.

Convite à conversão

Na primeira leitura (Ap 3,1-6.14-22), São João continua as recomendações às igrejas da Ásia Menor, reforçando o convite à conversão. “Essas palavras dirigidas às comunidades primitivas são um incentivo a perseverar, a não perder o fervor, a manter o esforço, a não se acomodar, mantendo firme o passo no caminho do Evangelho, da vida com Deus, na conversão”, explicou Dom Odilo.

O Evangelho (Lc 19,1-10) narra a cena do encontro de Jesus com Zaqueu, que o recebe em sua casa. O texto destaca que o esse rico chefe dos cobradores de impostos desejava ver o Senhor.

“Zaqueu recebe Jesus alegremente em sua casa e faz a sua confissão: ‘Senhor, eu dou a metade dos meus bens aos pobres, e se defraudei alguém, vou devolver quatro vezes mais’”, observou o Cardeal.

Confissão

O Arcebispo destacou, ainda, que, diante das palavras do publicano, Jesus respondeu: “Hoje a salvação entrou nesta casa, porque também este homem é um filho de Abraão. Com efeito, o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido”.

“Zaqueu cometeu erros graves, arrependeu-se e se converteu, fez a penitência e a reparação”, enfatizou Dom Odilo, recordando que esses são os passos do sacramento da Reconciliação: “reconhecer o pecado, confessar, fazer penitência e reparar o mal feito”.

“Existe salvação para todos os que aceitam e buscam recebê-la”, acrescentou o Cardeal, que concluiu: “Peçamos a Deus que sejamos sempre animados pelo desejo de ver Jesus, conhecê-lo e encontra-lo. Pelo desejo de perseverar na fé e nunca ficarmos indiferentes”.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Câmara lança campanha de 21 dias pelo fim da violência contra a mulher

Além da violência física contra a mulher, deputadas destacam importância de se combater violência política e psicológica A Secretaria da Mulher e a Primeira-Secretaria...

Dom Odilo à TV Canção Nova: ‘Que Deus continue iluminando e fortaleça este trabalho’

Arcebispo Metropolitano presidiu missa na comemoração dos 20 anos da emissora na capital paulista Na noite da segunda-feira, 23, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo...

Em live, Cardeal Scherer refletirá sobre a encíclica Fratelli tutti

Nesta quarta-feira, 25, às 20h30, a Arquidiocese de São Paulo realizará mais uma edição do Diálogos com a Cidade, totalmente on-line, em virtude da...

Jovens se conectam a Assis para pensar em uma economia a serviço da vida

Mais de 2 mil jovens, de 115 países, participaram, entre os dias 19 e 21, do encontro internacional “Economia de Francisco”, atendendo ao convite...

Papa Francisco aos jovens: ‘Não fiquem fora de onde se produz o presente e o futuro!’

Em mensagem aos participantes de ‘Economia de Francisco’, o Papa defende uma nova abordagem econômica que inclua os pobres “Ou vocês se envolvem ou a...

Newsletter