Confira nossa versão impressa

‘Não deixemos para amanhã o que devemos fazer hoje de importante em nossa vida’

‘Não deixemos para amanhã o que devemos fazer hoje de importante em nossa vida’

O Cardeal Odilo Pedro Scherer presidiu a missa da memória litúrgica de Santo Agostinho, Bispo e doutor da Igreja, nesta sexta-feira, 28. A Eucaristia, celebrada na capela da residência do Arcebispo de São Paulo, foi transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

Santo Agostinho nasceu em Tagaste, na África, no ano 354. Depois de uma juventude perturbada, quer intelectualmente quer moralmente, converteu-se à fé e foi batizado em Milão por Santo Ambrósio no ano 387. Voltou à sua terra e aí levou uma vida de grande ascetismo. Eleito bispo de Hipona, durante 34 anos foi modelo do seu rebanho e deu-lhe uma sólida formação cristã por meio de numerosos sermões e escritos, com os quais combateu fortemente os erros do seu tempo e ilustrou sabiamente a fé católica. Morreu no ano 430.

AS JOVENS PREVIDENTES

O Evangelho do dia Jesus compara o Reino dos Céus à parábola das dez jovens com suas lâmpadas acessas nas mãos para um casamento. Cinco delas eram previdentes e levaram uma reserva de óleo para suas lâmpadas, enquanto as outras cinco, imprevidentes, não levaram óleo e suas lâmpadas e, quando buscar mais, o noivo chegou e elas não puderam entrar na festa.

Em seguida, Jesus diz aos discípulos: “Portanto, ficai vigiando, pois, não sabeis qual será o dia, nem a hora”.

“O dia e a hora aos quais Jesus se refere é o encontro com ele, o noivo, que veio para realizar as núpcias da salvação com a humanidade. A vida eterna é comparada com um banquete de casamento. Quem está preparado entra, quem não está, não entra”, destacou Dom Odilo completando: “Estejamos preparados e não deixemos para amanhã o que devemos fazer hoje de importante em nossa vida”.

Recordando Santo Agostinho, o Cardeal Scherer ressaltou que, depois de sua longa busca, ele tomou uma decisão e se tornou um grande cristão. “A exemplo de Santo Agostinho, peçamos esta capacidade de prudência, de decisão e para que não vivamos de forma imprevidente”, concluiu.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Doação de Sangue: um gesto concreto em favor do próximo

Hemocentros de todo país se unem na campanha ‘Somos todos do mesmo sangue’, em vista do Dia Nacional do Doador de Sangue, em 25...

A Igreja terá 128 novos beatos e 6 novos veneráveis Servos de Deus

O Papa autorizou a Congregação das Causas dos Santos a promulgar os decretos de 128 novos beatos e 6 novos veneráveis Servos de Deus...

‘O embrião é uma pessoa humana’, recordam bispos costarriquenhos

No País da América Central, legisladores debatem projeto de lei que busca reconhecer os direitos dos nascituros

No próximo sábado serão criados 13 novos cardeais

Dos 13 novos cardeais, dois não poderão participar das cerimônias por causa da emergência coronavírus: Dom Cornelius Sim, Vigário Apostólico de Brunei e Dom...

Dom Odilo: viver bem cada dia, na esperança de que o Senhor virá

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa desta terça-feira, 24, na capela de sua residência, transmitida pela rádio 9...

Newsletter