Black Friday: Como terminar o dia com boas compras e sem dívidas

A consultora Carol Ferraz, lista o que fazer e o que não deve ser feito

Black Friday: Como terminar o dia com boas compras e sem dívidas, Jornal O São Paulo
São Paulo – Movimento no comércio da rua Teodoro Sampaio, em Pinheiros, durante o Black Friday (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Uma pesquisa encomendada pelo Google à consultoria Ipsos revela que 64% dos consumidores brasileiros pretendem comprar alguma coisa na Black Friday, que acontece na sexta-feira, 26.

Carol Ferraz, criadora da consultoria Onde eu deixei, pós-graduada em Semiótica e Psicanálise, pesquisadora sobre bagunça e professora internacional do método Marie Kondo reitera a data tem promoções interessantes e que algumas vezes as pessoas estão realmente precisando comprar algum produto, mas é preciso tomar cuidado.

“Na maioria dos casos, a gente não precisa de mais nada, mas o comércio desperta o desejo de compra”, afirma Carol Ferraz.”Tem gente que compra só pela sensação de não ‘perder a oportunidade, mesmo sendo algo inconsciente”, reforça.

GUIA DE SOBREVIVÊNCIA

Para evitar o clássico “tudo pela metade do dobro”, a consultora preparou um guia de sobrevivência para a data. Nele, ela dá dicas de como se conscientizar sobre a compra de cada produto e não cair em ciladas, sejam elas emocionais ou provocadas pelas ações massivas de marketing:

1. Estabeleça o limite de gastos para data

2. Faça uma lista de itens que deseja comprar há algum tempo e que consome com frequência

3. Use plataformas como Buscapé, ConfieAqui (do Reclame Aqui), JáCotei e Promobit para pesquisar e monitorar os menores preços e promoções. Procure saber a variação do valor nos últimos seis meses

4. Desative o recebimento de newsletters de promoção

5. No dia 26, lembre-se que por trás daquele texto bonito existe um trabalho de profissionais de marketing, vendas e comunicação que estudaram anos para saber exatamente qual mensagem irá despertar o seu desejo para comprar

6. Entre nos sites de compra e não clique nos banners. Vá na busca e digite o nome do produto que está interessado

7. Antes de selecionar o produto, faça as seguintes perguntas: – no ano que vem esse produto ainda me dará alegria? Eu realmente preciso disso ou já tenho algo que faça esse papel?

8. Vá ao carrinho, olhe o valor total e pense: – quantas viagens eu consigo pagar com o que estou gastando com os produtos? Normalmente, essa pergunta reduz em 50% o valor do seu carrinho.

9. Faça a compra e não entre mais em sites de promoções durante o período da Black Friday.

“Se, ao fizer isso, você estiver satisfeito com o que tem no seu carrinho, há menos riscos de você ter feito escolhas ‘erradas’ ou que te coloquem ‘no vermelho’, conclui a profissional.

Fonte: consultoria @ondeeudeixei

Deixe um comentário