Cardeal Scherer dá posse ao novo Pároco da Paróquia Pessoal Coreana

Igreja de Santo André Kim Degun é uma das designadas em todo o mundo para a peregrinação por ocasião dos 200 anos do nascimento do primeiro sacerdote coreano

por ELICIA BANG

Cardeal Scherer dá posse ao novo Pároco da Paróquia Pessoal Coreana

Cardeal Scherer ao lado dos Padres Youngho Noh e Pius Choi, respectivamente, Vigário Paroquial e Pároco (fotos: Leandro Park)

No 1o Domingo da Quaresma, dia 21, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, presidiu missa na Paróquia Pessoal Coreana São Kim Degun, no Bom Retiro, durante a qual deu posse ao novo Pároco, o Padre Pius Choi Sangsoon, e apresentou o Padre Youngho Noh (Padre Pedro) como Vigário Paroquial, função que também é exercida desde 2019 pelo Padre Youseph Kang. Todos são da Diocese de Daejeon, na Coreia do Sul.

Além deles, concelebraram a missa o Padre Everton Fernandes Moraes, Chanceler da Arquidiocese de São Paulo, e os Padres Job Masyula Mbutu e Tamrat Markos Mitore, missionários da Consolata.  

Dom Odilo, na homilia, lembrou que todos devem olhar para os santos e mártires como aqueles que enfrentaram tentações, mas fizeram as escolhas certas e se mantiveram unidos a Deus e ao Evangelho, mesmo diante das dificuldades.

ANO JUBILAR

Cardeal Scherer dá posse ao novo Pároco da Paróquia Pessoal Coreana

Desde 29 de novembro de 2020, está sendo celebrado o ano jubilar pelos 200 anos do nascimento de Santo André Kim Degun. Atendendo a um pedido da Conferência Episcopal da Coreia, conforme decreto do Cardeal Scherer, assinado naquela data, esse templo será uma das igrejas designadas em todo o mundo para a peregrinação dos fiéis durante este jubileu, que se estenderá até 27 de novembro deste ano.

“Convido o clero, os religiosos e todo o povo de Deus de nossa Arquidiocese a aderir às celebrações jubilares e a se alegrar com a Comunidade Católica Coreana. Os fiéis que peregrinarem para a Igreja de Santo André Kim Degun, durante este ano jubilar, poderão alcançar a indulgência plenária (cf. cânones 992-997, Catecismo da Igreja Católica), aplicável para si próprios, ou em sufrágio dos fiéis defuntos, cumpridas as condições estabelecidas pela Igreja: profissão da fé católica, arrependimento dos pecados, sincero desejo de viver em santidade, confissão sacramental e comunhão eucarística, oração pelo Papa e pela Igreja e oração pelas vocações sacerdotais, religiosas e missionárias”, escreveu o Cardeal Scherer no decreto.

SÃO KIM DEGUN

Cardeal Scherer dá posse ao novo Pároco da Paróquia Pessoal Coreana

Primeiro sacerdote coreano, São Kim Degun, também conhecido como Santo André Kim Taegon, nasceu em 21 de agosto de 1821. Filho de uma família nobre coreana, converteu-se ao catolicismo e se dedicou à evangelização de sua pátria, onde o Cristianismo era duramente perseguido.

Em 16 de setembro de 1846, São Kim Degun e mais 102 católicos foram martirizados. O jovem padre tinha 26 anos de idade e um ano de sacerdócio. São João Paulo II os canonizou durante sua visita à Coreia do Sul, em 6 de maio de 1984.

São Kim Degun, além de ser o primeiro padre católico coreano, enfrentou a realidade da época e se tornou pioneiro no anúncio da Boa-Nova. Um dos primeiros a estudar os conhecimentos ocidentais no exterior, foi o viajante a percorrer a mais longa distância no território de Chosun (atual Coreia do Sul) e o pioneiro a fazer a rota do Mar Ocidental, navegando da ilha de Yeonpyeong (Chosun) para Xangai, na China.

(Com informações complementares da redação do O SÃO PAULO)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter