Cardeal Scherer dá posse ao novo Pároco da Paróquia Pessoal Coreana

Igreja de Santo André Kim Degun é uma das designadas em todo o mundo para a peregrinação por ocasião dos 200 anos do nascimento do primeiro sacerdote coreano

por ELICIA BANG

Cardeal Scherer dá posse ao novo Pároco da Paróquia Pessoal Coreana, Jornal O São Paulo

Cardeal Scherer ao lado dos Padres Youngho Noh e Pius Choi, respectivamente, Vigário Paroquial e Pároco (fotos: Leandro Park)

No 1o Domingo da Quaresma, dia 21, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, presidiu missa na Paróquia Pessoal Coreana São Kim Degun, no Bom Retiro, durante a qual deu posse ao novo Pároco, o Padre Pius Choi Sangsoon, e apresentou o Padre Youngho Noh (Padre Pedro) como Vigário Paroquial, função que também é exercida desde 2019 pelo Padre Youseph Kang. Todos são da Diocese de Daejeon, na Coreia do Sul.

Além deles, concelebraram a missa o Padre Everton Fernandes Moraes, Chanceler da Arquidiocese de São Paulo, e os Padres Job Masyula Mbutu e Tamrat Markos Mitore, missionários da Consolata.  

Dom Odilo, na homilia, lembrou que todos devem olhar para os santos e mártires como aqueles que enfrentaram tentações, mas fizeram as escolhas certas e se mantiveram unidos a Deus e ao Evangelho, mesmo diante das dificuldades.

ANO JUBILAR

Cardeal Scherer dá posse ao novo Pároco da Paróquia Pessoal Coreana, Jornal O São Paulo

Desde 29 de novembro de 2020, está sendo celebrado o ano jubilar pelos 200 anos do nascimento de Santo André Kim Degun. Atendendo a um pedido da Conferência Episcopal da Coreia, conforme decreto do Cardeal Scherer, assinado naquela data, esse templo será uma das igrejas designadas em todo o mundo para a peregrinação dos fiéis durante este jubileu, que se estenderá até 27 de novembro deste ano.

“Convido o clero, os religiosos e todo o povo de Deus de nossa Arquidiocese a aderir às celebrações jubilares e a se alegrar com a Comunidade Católica Coreana. Os fiéis que peregrinarem para a Igreja de Santo André Kim Degun, durante este ano jubilar, poderão alcançar a indulgência plenária (cf. cânones 992-997, Catecismo da Igreja Católica), aplicável para si próprios, ou em sufrágio dos fiéis defuntos, cumpridas as condições estabelecidas pela Igreja: profissão da fé católica, arrependimento dos pecados, sincero desejo de viver em santidade, confissão sacramental e comunhão eucarística, oração pelo Papa e pela Igreja e oração pelas vocações sacerdotais, religiosas e missionárias”, escreveu o Cardeal Scherer no decreto.

SÃO KIM DEGUN

Cardeal Scherer dá posse ao novo Pároco da Paróquia Pessoal Coreana, Jornal O São Paulo

Primeiro sacerdote coreano, São Kim Degun, também conhecido como Santo André Kim Taegon, nasceu em 21 de agosto de 1821. Filho de uma família nobre coreana, converteu-se ao catolicismo e se dedicou à evangelização de sua pátria, onde o Cristianismo era duramente perseguido.

Em 16 de setembro de 1846, São Kim Degun e mais 102 católicos foram martirizados. O jovem padre tinha 26 anos de idade e um ano de sacerdócio. São João Paulo II os canonizou durante sua visita à Coreia do Sul, em 6 de maio de 1984.

São Kim Degun, além de ser o primeiro padre católico coreano, enfrentou a realidade da época e se tornou pioneiro no anúncio da Boa-Nova. Um dos primeiros a estudar os conhecimentos ocidentais no exterior, foi o viajante a percorrer a mais longa distância no território de Chosun (atual Coreia do Sul) e o pioneiro a fazer a rota do Mar Ocidental, navegando da ilha de Yeonpyeong (Chosun) para Xangai, na China.

(Com informações complementares da redação do O SÃO PAULO)

Deixe um comentário