Cardeal Scherer ordenará 4 sacerdotes na Catedral da Sé

No sábado, 4 de dezembro, às 15h, na Catedral da Sé, o Cardeal Odilo Pedro Scherer ordenará quatro sacerdotes para a Arquidiocese de São Paulo.

Cardeal Scherer ordenará 4 sacerdotes na Catedral da Sé, Jornal O São Paulo
Foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO 

Após um período formativo de cerca de dez anos, os diáconos receberão o presbiterado, segundo grau do sacramento da Ordem. Por meio da ordenação, os padres participam do sacerdócio de Cristo, assim como os bispos, sucessores dos apóstolos dos quais os sacerdotes são colaboradores.

Cardeal Scherer ordenará 4 sacerdotes na Catedral da Sé, Jornal O São Paulo
Foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO 

Serão ordenados dois diáconos do Seminário de Teologia Bom Pastor e dois do Seminário Missionário Internacional Redemptoris Mater São Paulo Apóstolo, ligado ao Caminho Neocatecumenal e destinado à formação de padres diocesanos para a missão.

Diácono Álvaro Moreira Gonçalves, 27, é natural de São Paulo e sentiu o chamado para o sacerdócio ainda na infância, após a primeira Comunhão, quando começou a participar mais ativamente da vida eclesial. O jovem relatou que sua decisão por ser padre na Arquidiocese de São Paulo foi motivada pelo desejo de servir à Igreja na cidade onde nasceu e onde sente o “apelo de Deus para servir o povo em comunhão e unidade com o Arcebispo”.

Diácono Claudinês Venancio da Silva, 42, relatou que viveu a sua primeira experiência com Deus durante um encontro de jovens em sua paróquia de origem, na cidade de Jequiá da Praia (AL). “Com isso, brotou no meu coração o desejo de me inserir mais na Igreja”, disse, acrescentando que se tornou catequista de Crisma, acólito nas celebrações e líder da juventude. Ao longo desse caminho, percebeu os sinais de que Deus o chamava para um envolvimento maior e, anos depois, já vivendo em São Paulo, iniciou o discernimento vocacional no Seminário Arquidiocesano.

Diácono Ignacio Torres Julián, 30, é natural de Terual, na Espanha, e ingressou no Seminário Redemptoris Mater em 2010. Sua vocação nasceu a partir da fé transmitida por seus pais e amadurecida na comunidade eclesial. E foi durante uma peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal, que teve a certeza de que Deus o chamava para ser padre. “Estou disposto a partir para qualquer lugar, levando esta mesma alegria que tenho recebido nestes anos de formação a todos aqueles que vivem no sofrimento, a proclamar a esta geração, de forma especial depois deste ano de grande sofrimento, a alegria da Boa-Nova de que Deus nos ama e que Jesus Cristo venceu todos os sofrimentos”, destacou.

Diácono Nicolò Stauble, 32, nasceu em Treviso, na Itália. Seu chamado para o sacerdócio surgiu aos 20 anos e, então, decidiu ingressar no Seminário Redemptoris Mater. “Ao longo de todos estes anos, Deus confirmou a minha vocação por meio de sua Igreja. Hoje, estou disposto a dar minha disponibilidade para seguir as pegadas de Jesus aonde for, em missão em qualquer lugar do mundo”, afirmou.

Presbíteros

A palavra presbítero tem origem grega e era usada para se referir aos “anciãos” responsáveis por conduzir as primeiras comunidades cristãs. Na tradição latina, este nome grego foi sendo substituído por padre, que significa “pai”, ressaltando o mesmo caráter de “responsabilidade amorosa, paterna” pela comunidade.

A principal missão dos padres é o ministério da Palavra, dos sacramentos e da pastoral. O decreto Presbyterorum ordinis, do Concílio Vaticano II, diz que “os presbíteros têm como primeiro dever anunciar a Palavra de Deus”. Este anúncio se dá pela convivência edificante entre os povos; pela pregação, por meio da qual se anuncia o mistério de Cristo aos que creem; pelo ensino do Catecismo cristão ou pela explanação da Doutrina da Igreja; e, pelo estudo, à luz de Cristo, dos problemas que surgem. O padre ensina não a sua própria sabedoria, mas a Palavra de Deus, convidando todos à conversão e à santidade.

Ainda segundo esse documento, os presbíteros são consagrados por Deus para que sejam, na celebração sagrada, ministros Daquele que, na liturgia, exerce perenemente o seu ofício sacerdotal em favor do povo. Pelo Batismo, introduzem os seres humanos na Igreja, povo de Deus; pela Reconciliação (Confissão), reconciliam os pecadores com Deus e com a Igreja; pela Unção dos Enfermos, aliviam os doentes; e, sobretudo, com a celebração da missa, oferecem sacramentalmente o sacrifício de Cristo.

Como representantes de “Cristo-cabeça” do corpo que é a Igreja, em comunhão com o presbitério reunido em torno de seu bispo, os padres têm o encargo de reunir o povo de Deus e conduzi-lo ao Pai. Para isso, recebem a autoridade para edificação das comunidades cristãs nas quais os fiéis vivenciam a presença do Senhor e participam da missão evangelizadora da Igreja.

A celebração da ordenação sacerdotal será transmitida pelas mídias digitais da Arquidiocese de São Paulo.

Deixe um comentário