Cardeal Scherer preside rito de admissão de candidatos ao diaconato permanente

Celebração ocorreu na Capela São José, na Região Santana

Cardeal Scherer preside rito de admissão de candidatos ao diaconato permanente
Cardeal Scherer ao lado dos candidatos ao diaconato permanente e suas esposas, na Capela São José, no sábado, 26 (foto: Arquivo pessoal)

No sábado, 26, na Capela São José, na Cúria da Região Santana, o Cardeal Odilo Pedro Scherer presidiu a celebração com o rito de admissão às ordens sacras de dois candidatos ao diaconato permanente: os senhores Marcelo Tavares do Rego e João Vasconcelos.

O Arcebispo Metropolitano falou-lhes sobre a vocação ao diaconato permanente e lembrou que, ao serem admitidos como candidatos às ordens sacras, os dois assumiam de forma responsável o chamado ao ministério diaconal.

O Cardeal recordou também uma fala do Papa Francisco de que o diácono é o ministro da caridade, que atua no atendimento aos mais necessitados.

Para ser diácono permanente na Arquidiocese de São Paulo, o candidato deve ter a partir de 35 anos de idade e cinco de vida matrimonial. Durante o período de formação, realiza o curso integrado de Filosofia e Teologia por cinco anos, e ao concluir os estudos faz mais um ano de vivência pastoral.

De acordo com as Normas Fundamentais para a Formação dos Diáconos Permanentes, publicadas pela Congregação para a Educação Católica e a Congregação para o Clero, “a inscrição entre os candidatos ao diaconato não constitui direito algum a receber necessariamente a ordenação diaconal. Ela é um primeiro reconhecimento oficial dos sinais positivos da vocação ao diaconato, que deve ser confirmado nos anos sucessivos da formação”.

(Com informações do Diácono Permanente Aílton Machado Mendes)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter