Caritas Arquidiocesana realiza assembleia geral de prestação de contas

Caritas Arquidiocesana realiza assembleia geral de prestação de contas
Fernando Artur

A Caritas Arquidiocesana de São Paulo (CASP) realizou sua 57a Assembleia Geral, na sexta-feira, 4, no Centro Pastoral São José, no Belém. Na ocasião, houve a prestação de contas do ano anterior, com um relatório detalhado das entradas e saídas e das doações recebidas.

Participaram da assembleia o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo e Presidente da CASP; Padre Marcelo Maróstica Quadro, Diretor; além dos bispos auxiliares Dom Carlos Lema Garcia e Dom José Benedito Cardoso, o Cônego José Miguel e representantes dos núcleos regionais e funcionários da sede da Caritas, na Sé. Na abertura da assembleia, o Cardeal Scherer conduziu um momento de oração e recordação da vida, na qual fez memória da guerra na Ucrânia, e mencionou os trabalhos da CASP no último ano.

Na sequência, o Padre Marcelo Maróstica falou sobre a organização da sociedade civil, destacando o conceito do terceiro setor e as políticas públicas, ressaltando que a Caritas não tem atuação apenas pastoral, mas também na dimensão de organização da sociedade civil. Ele recordou que a Constituição federal reconhece o papel das organi- zações do terceiro setor na implementação dos direitos sociais e que elas devem atuar de forma complementar e integrada às iniciativas da Administração Pública.

PRESTAÇÃO DE CONTAS E DOAÇÕES

Após a apresentação, deu-se o início da prestação de contas, feitas por Carlos Camargo, tesoureiro da CASP.

Ao todo, em 2021, a CASP recebeu cerca de 100 novos brinquedos, além de mais de 2 mil cestas básicas e mais de 39 mil máscaras, que foram distribuídas no Centro de Referência para Refugiados. Carlos também ressaltou as despesas realizadas no ano, tanto administrativas quanto com o Serviço de Acolhida e Orientação para Refugiados, que ofereceu serviços de auxílio-alimentação e medica- mentos, além de dados móveis para contato telefônico e auxílio-transporte para os cursos oferecidos. Carlos Ca- margo também lembrou que foram oferecidos pela CASP produtos de higiene pessoal e proteção individual, além de auxílios para óculos e educação.

A Caritas Arquidiocesana também mantém o Lar Santa Maria, em Cotia, na região metropolitana de São Paulo, onde desenvolve projetos sociais, com o objetivo de oferecer à população conhecimentos sobre a gestão e manutenção de hortas para a produção de alimentos de consumo comunitário, além de projetos sociais de diversos tipos.

Ao final da prestação de contas, o Cardeal submeteu à assembleia a apreciação das contas e houve a aprovação.

TRANSPARÊNCIA SOBRE A GESTÃO

Ao comentar o relatório apresentado, o Cardeal Scherer enfatizou a necessidade de sempre haver a prestação de contas das atividades: “É necessário, para que haja transparência sobre a gestão, a aplicação dos recursos”, ressaltou. O Purpurado também elogiou a apresentação e disse que a CASP está com as contas equilibradas.

Na sequência, Padre Marcelo ressaltou que neste ano haverá a renovação dos certificados do Conselho Municipal da Assistência Social (Comas) e da Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área de Educação (Cebas). O diretor da Caritas também falou sobre a criação de um Departamento de Captação de Re- cursos, para auxiliar nos projetos da CASP, e exortou os membros a participarem do Curso de Economia Popular Solidária, que aconteceu de modo on-line, no dia 8.

Por fim, Dom Odilo saudou os membros da assembleia e os exortou a se manterem firmes na caminhada. Ele ressaltou que uma das grandes ações da Quaresma é a caridade sincera, e que a Caritas é uma grande ação de caridade na Arquidiocese.

Deixe um comentário