COVID-19: Governo de São Paulo recomenda limitação de 70% de público em eventos

Também houve o anúncio de que a vacinação de crianças deve começar no estado tão logo haja o envio das doses pelo Ministério da Saúde.

COVID-19: Governo de São Paulo recomenda limitação de 70% de público em eventos, Jornal O São Paulo
Foto: Agência Brasil

O aumento do número de pessoas que testaram positivo para a COVID-19 nas duas últimas semanas, em razão da maior transmissibilidade da variante do ômicron do coronavírus, com o consequente aumento de 58% das internações em leitos de UTI e de 99% nas enfermarias, levou o Governo de São Paulo a fazer novas recomendações aos municípios, conforme anunciado em coletiva de imprensa, na quarta-feira, 12.

Após consulta ao Comitê Científico para controle da pandemia, o governo paulista agora recomenda que eventos e shows tem restrição de público a 70% da capacidade. A decisão caberá a cada município.

Esse mesmo percentual de ocupação também será válido para as atividades esportivas a partir de 23 de janeiro, com o início do Campeonato Paulista de Futebol. Neste caso, trata-se de uma determinação, após acordo entre o governo do estado e a Federação Paulista de Futebol.

O Governador João Doria anunciou, nesta quarta-feira (12), nova recomendação do Governo de SP para enfrentamento da pandemia do coronavírus. A medida recomenda que eventos, shows e atividades esportivas devem seguir medidas rígidas de controle sanitário..

“Após a constatação de uma alta elevação no número de casos do coronavírus em São Paulo e deliberação dos médicos que compõe o Comitê Científico do Estado de SP, o Governo decidiu recomendar que organizadores de eventos públicos, especialmente os musicais e esportivos, para que reforcem medidas preventivas para evitar a disseminação da COVID”, destacou o governador João Doria na coletiva de imprensa.

O Governo Paulista assegurou que não haverá restrições de funcionamento para estabelecimentos dos setores de comércio e serviços, nem mudanças no começo do ano letivo nas escolas públicas estaduais, marcado para 2 de fevereiro.

REFORÇO DE MEDIDAS

Eventos em geral devem disponibilizar álcool em geral e exigir o uso de máscaras dos participantes. A recomendação ainda prevê que os organizadores exijam do público a apresentação de comprovante de esquema vacinal completo (com as duas doses da vacina ou uma do imunizante de dose única).

“Em relação a eventos, shows e atividades esportivas, nós vamos continuar com a recomendação das medidas não farmacológicas, de uso obrigatório de máscaras e álcool gel. Todos os eventos devem exigir o comprovante da vacina completa e, se possível, testes. E recomendamos para as prefeituras que reduzam as taxas de ocupação desses eventos”, destacou o coordenador do Centro de Contingência, João Gabbardo.

O Governo paulista também reforçou as recomendações para que a população em geral mantenha as medidas de segurança sanitária. As indicações são para que as pessoas façam o uso obrigatório de máscaras, higienização de mãos e álcool em gel, além de que completem o esquema vacinal e tomem as doses de reforço.

PRÉ-CADASTRO PARA VACINAR CRIANÇAS

O pré-cadastro para vacinação do público infantil, na faixa etária de 5 a 11 anos, contra COVID-19 já pode ser feito por pais e responsáveis dessas crianças no site “Vacina Já”.

“Temos 4,3 milhões de crianças nessa faixa etária para serem atendidas pelo programa estadual de imunização. Já imprimimos e distribuímos 4,5 milhões de carteirinhas de vacinação para esse público. Além disso, preparamos e treinamos os profissionais que farão a logística dos mais de 5 mil pontos de vacinação, além de 268 escolas públicas estaduais que também estarão presentes na imunização de crianças entre 5 e 11 anos”, disse João Doria.

O pré-cadastro é opcional e não é um agendamento, mas agiliza o atendimento nos locais de imunização, evitando filas e aglomerações. Para cadastrar os filhos, os pais ou responsáveis devem acessar o link (https://www.vacinaja.sp.gov.br/), clicar no botão “Crianças até 11 anos” e preencher o formulário online.

A expectativa do governo paulista é vacinar as 4,3 milhões de crianças com idades entre 5 e 11 anos no período de três semanas. A capacidade da vacinação infantil em São Paulo é de cerca de 250 mil crianças por dia, além dos jovens e adultos que já vêm sendo imunizados nos 645 municípios contra a Covid-19.

Para tal, o governo do estado diz que está no aguardo do envio dos imunizantes pediátricos da Pfizer por parte do Ministério da Saúde, aprovado desde 16 de dezembro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A previsão do Ministério é que este envio seja feito até o final desta semana.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Deixe um comentário