‘Deus está pronto para nos acolher sempre que nos voltamos a Ele de todo coração’

(Foto: Bruno Melo)

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu, na capela de sua residência, a missa desta quarta-feira, 24, transmitida pela rádio 9 de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

Na homilia, Dom Odilo ressaltou que as leituras bíblicas do dia destacam a pregação da Palavra de Deus, a penitência, a conversão e a misericórdia como momentos essenciais do caminho quaresmal.

“A Quaresma é tempo de abundante pregação da Palavra de Deus e somos todos convidados a dar uma maior atenção a Palavra, a ouvi-la, abrir o coração e acolhê-la”, afirmou o Arcebispo.

Rever o caminho

Sobre a penitência, o Cardeal recordou que se trata da revisão dos próprios caminhos, entrar em si mesmo, renunciar escolhas malfeitas ou fazer escolha bem feitas, que, eventualmente, custam mais.

Referindo-se à primeira leitura (Jn 3,1-10), Dom Odilo ressaltou que Jonas não acreditava na conversão dos ninivitas, mas, após ouvirem sua pregação, os habitantes de Nínive fizeram penitência, converteram-se e foram salvos.

“A penitência não é para autoflagelação, mas para acertar o passo e voltar-se para Deus de todo coração, à conversão”, frisou o Arcebispo. 

Coração penitente

Por fim, o Cardeal destacou a misericórdia. “Deus acolhe o coração penitente, que se converter e se volta para Ele”, afirmou, recordando o refrão do salmo responsorial do dia (Sl 50): “Ó Senhor, não desprezeis um coração arrependido”.

“Deus está pronto para nos acolher sempre que nos voltamos a Ele de todo coração, com toda a humildade e confiança”, completou Dom Odilo, sublinhando que a Quaresma é “o tempo favorável, o dia da salvação”.

Conversão e misericórdia

No Evangelho (Lc 11,29-32), Jesus retoma o tema da primeira leitura ao dizer: “Esta geração é uma geração má. Ela busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal de Jonas”.

O Senhor continua: “No dia do julgamento, os ninivitas se levantarão juntamente com esta geração e a condenarão. Porque eles se converteram quando ouviram a pregação de Jonas. E aqui está quem é maior do que Jonas”.

“Nós nos acostumamos tanto em ouvir sempre a mesma Palavra e fechamos os ouvidos, mas, não basta conhecer, é preciso acolher a Palavra, que ela entre na nossa vida e se transforme em vida nova para nós”, reforçou o Arcebispo.

“Que Deus, portanto, nos ajude a sempre ouvir e com atenção e acolher a Palavra de Deus para a conversão do nosso coração e para alcançarmos a misericórdia”, concluiu Dom Odilo.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter